Ponto de Vista

A ESCOLHA DO CANDIDATO A VICE-PREFEITO DE POXORÉU

Murilo de Sousa

Em 1983, a escritora americana Rita May Brown, citou a seguinte frase em seu livro intitulado “Sudden Death” (Morte Súbita): “Loucura é querer resultados diferentes, fazendo tudo exatamente igual.”

Seria esse o LEMA dos pré-candidatos a Prefeito de Poxoréu? Usar velhas fórmulas e esperar resultados diferentes?

A discussão em torno de quem será o VICE-PREFEITO (Vice, do latim “em vez de”, “substituição”) das chapas para as eleições de 2016 em Poxoréu, coloca em destaque a importância deste cargo e o CRITÉRIO para a sua escolha.

Nos últimos meses, a partir da declaração e lançamento dos pré-candidatos a Prefeito, tenho feito esta pergunta: QUEM SERÃO OS VICE-PREFEITOS?

Várias são as respostas e justificativas de ainda não terem definido o VICE.

Especulações sobre o assunto e forte jogo de bastidores dos partidos políticos da cidade vem acontecendo, principalmente dos que buscam maior espaço e acesso no poder, PORÉM, nenhum dos pré-candidatos a Prefeito definiu quem será seu VICE.

Por isso, consideremos o contexto do cargo de vice-prefeito em Poxoréu.

Nos últimos anos o único papel relevante destinado ao vice tem sido particularmente eleitoral e a escolha do candidato para ocupar tal cargo sempre foi feita na véspera da eleição e está relacionada às alianças formadas entre os partidos. O que aparentemente não mudará para a próxima eleição municipal, para o nosso azar. O que me faz pensar O PORQUÊ de quererem MUDANÇAS, agindo da mesma forma?

Qual o medo de definirem um VICE-PREFEITO hoje?

A cultura política de Poxoréu sempre reservou aos candidatos a vice-prefeito, certa relevância apenas no período eleitoral, na medida em que pode conquistar votos, apoios e, em algumas situações, definir o resultado da disputa, em razão de imagem positiva junto a determinados segmentos, por serviços prestados à comunidade, experiência em cargos legislativos, que sob muitos aspectos gera visibilidade e também, a sua CONDIÇÃO FINANCEIRA.

Vale lembrar que O Vice-Prefeito é o sucessor do Prefeito em casos de vaga do cargo e o substituto em casos de licença ou impedimento.

É de suma importância que tanto o candidato a Prefeito quanto o seu Vice, tenham capacidade para gerir a Máquina Pública. E quando digo capacidade, quero dizer qualificação, conhecimento contábil, jurídico e administrativo. Que os dois sejam escolhidos por serem capacitados. Existe também a necessidade de uma sinergia entre o candidato a prefeito e seu vice, pois isso é fundamental para estabelecer um melhor diálogo, resultando em reflexos positivos na cidade.

Eu penso que esse seria o critério ideal para a escolha do Vice-Prefeito, porém, o que se tem demonstrado em Poxoréu é que as campanhas transitam por caminhos tortuosos da MESMICE, contrariando a bandeira da MUDANÇA.

O mais evidente indício desta contradição é o fato de ainda não definirem seus candidatos a vice-prefeito, alegando que SEMPRE FOI ASSIM QUE FUNCIONOU O “ESQUEMA” (para não se dizer conluio ou mancomunação).

Poucos têm coragem para assumir esta posição. Uns lançam-se como pré-candidato a PREFEITO para se valorizarem e já dando mostra do “caráter político”, e conseguirem ser vice com mais “moral” e ter força de liderança.

Tem gente que tenta tomar presidência de partido para poder se oferecer como vice. Outros se batizam nas “ÁGUAS”, entrando assim para algum grupo religioso, e por aí vai.

É um verdadeiro VALE TUDO, um legítimo BIG BROTHER, onde o povo sempre sai perdendo e a situação de Poxoréu sempre piora e está aí para corroborar essa afirmação.

O Vice-Prefeito é essencial para uma boa administração, pois sua presença sempre lembra ao prefeito que ninguém é insubstituível, que é preciso manter-se em alerta ao exercício das virtudes da humildade, da prudência, da constância e do trabalho.

ATENTAI BEM!

Nessa escolha o candidato principal deve ter em conta que hoje em Poxoréu, o eleitor, principalmente os jovens (16 a 34 anos) não vê apenas o candidato majoritário, mas também quem ele tem ao lado. Aliás, "diga-me com quem andas e te direi quem és", já diz o dito popular.

A juventude poxorense (16 a 34 anos) tem se revelado muito PERCEPTIVA, com muito DISCERNIMENTO e muito ativa em relação à FISCALIZAÇÃO. Já somos um total de 4.152 eleitores.

Então, caros Pré-candidatos de Poxoréu, demonstrem ser diferentes, deixem de lado o rótulo negativo de prolixos, não emitam verborreia, não sejam demagogos, como foram seus PRIMÓRDIOS, e sejam concretos e decisivos.

Escolham seus respectivos Vices. Creio que já tiveram tempo para, com coerência, sabedoria, baseando-se na MERITOCRACIA e CAPACIDADE, fazerem suas ESCOLHAS.

Se realmente querem RESULTADOS DIFERENTES para POXORÉU, comecem a mudar suas ATITUDES.

SEJAM DIFERENTES!

O futuro de nossa cidade agradece.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h47
[] [envie esta mensagem] []



TCE aprova contas de Poxoréu

TCE aprova contas de gestão da Prefeita de Poxoréu, apesar de graves irregularidades

João Batista Barbosa

Apesar de graves irregularidades apuradas pela equipe técnica do Tribunal de Contas, especialmente em relação à aquisição de combustíveis e material de limpeza, a prestação de contas anuais do exercício de 2014 da Prefeitura Municipal de Poxoréu, sob a gestão de Jane Maria Sanchez Lopes, foi julgada regular com determinações legais pelo Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE).

O processo foi julgado na sessão ordinária do dia 11 de agosto e teve como relator o conselheiro Sergio Ricardo.

Entre as impropriedades apontadas na prestação de contas de 2014, a equipe técnica do TCE apurou a aquisição, liquidação e pagamento no valor de R$ 1.597.966,23, referente a despesas com combustíveis, bem como a aquisição, liquidação e pagamento no valor de R$ 409.839,09, referente a despesas com material de limpeza e conservação, sem a documentação necessária para comprovar a efetiva entrega do bem.

Além da ausência da documentação necessária para comprovar a entrega de combustível e material de limpeza, o Tribunal de Contas também apurou a ausência de controle quando do abastecimento dos veículos e utilização do material de limpeza adquirido, isto é, ausência de entrada e saída do material para consumo do ente municipal.

Segundo apurou o TCE, essas irregularidades são reincidentes, eis que também ocorreram na prestação de contas do exercício de 2013.

Em sua defesa a prefeita Jane Lopes informou que desde 2013 enfrenta dificuldades operacionais para atender aos artigos 31, 70 e 74 da Constituição Federal e que as falhas encontradas no controle são em virtude do sistema da empresa contratada, Ágili Informática. Além disso, informa também que não conseguiu implantar um sistema seguro e eficaz capaz de dar suporte necessário a execução dos gastos com combustível e material de limpeza.

Informa ainda que rescindiu o contrato com a empresa Ágili e contratou a empresa Serpel para regularizar essas deficiências que está implantando o serviço de almoxarifado e controle de frota, incluindo diário de bordo, para sanar o problema existente, destacando que irá trabalhar com mais segurança e com isso poderá prestar um serviço de melhor qualidade à população.

Ao analisar os argumentos apresentados pela defesa, a equipe técnica do Tribunal de Contas entendeu que razão não assiste à defesa da prefeita Jane Maria, e fundamentou seus argumentos no art. 63 da Lei 4.320/64, dispositivo legal que determina que o processo de liquidação da despesa consiste na verificação do direito adquirido pelo credor tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito, o que não ocorreu no caso em questão, pois a prefeitura realiza o pagamento de despesa sem que exista documentos comprobatórios.

O representante do Ministério Público de Contas por sua vez, afirma que justificativas apresentadas pela defesa em nada contribuem para o afastamento das impropriedades encontradas, as quais foram apontadas, também no exercício anterior [2013], sendo a prefeita Jane Lopes reincidente na conduta irregular.

Por tal razão, o Ministério Público de Contas sugeriu a aplicação de multa aos responsáveis e expedição de determinação à gestora, prefeita Jane Lopes, para que implemente medidas corretivas referentes aos problemas apontados e à Unidade de Controle Interno da prefeitura para que passe a cumprir o seu dever de notificar o gestor e representar junto ao Tribunal de Contas sobre ilegalidades identificadas na administração municipal.

Em face de tudo o que consta nos autos, e em razão da flagrante violação da determinação legal contida na Lei 4320/64, entendeu o TCE que os valores gastos pelo município, no pagamento de despesas com combustível e com materiais de limpeza e conservação, sem a documentação necessária, impedem o controle na averiguação da efetiva entrega do bem.

Não obstante as graves irregularidades apontadas em relação à aquisição de combustíveis e material de limpeza, além do fracionamento de despesas de um mesmo objeto para modificar a modalidade de procedimento licitatório, ineficiência dos procedimentos de controle dos sistemas administrativos e pagamentos de parcelas contratuais sem regular liquidação, o TCE julgou regulares, com determinações legais as contas anuais do exercício de 2014 da Prefeitura Municipal de Poxoréu, CNPJ nº. 03.408.911/0001-40, sob a gestão da Sra. JANE MARIA SANCHEZ LOPES, aplicando multa no valor de 33 UPFs/MT à prefeita.

EDITORIAL – OPINIÃO BLOGPOX

Não se pode olvidar que os conselheiros do Tribunal de Contas tenha apenas o foco político ao realizar a apreciação e julgamento da prestação de contas dos municípios, deixando de lado a valorização dos irregularidades apontados por seu quadro técnico e pelo representante do Ministério Público de Contas, ainda mais quando as irregularidades são evidentes e reincidentes, como no caso vertente.

Há muito tempo o BlogPox vem questionando e chamando a atenção das autoridades sobre excessos de despesas de combustíveis, material de limpeza e gráfico, entre outros gastos realizados pela Prefeitura de Poxoréu.

Não se pode negar ser proposital a ausência de controles no recebimento e consumo interno de combustíveis, material de limpeza e outros materiais não detectados pelo exame do TCE.

Na verdade, os diversos exemplos em todo o país noticiados nos jornais, nos sites e na televisão, bem como os comentários das ruas da nossa pequena Poxoréu, apontam que a prática corrente é a simples e tão somente aquisição e pagamento de nota fiscal, sem a efetiva entrega do produto, senão com a entrega e o desvio de finalidade do material adquirido, visando ludibriar a prestação de contas.

Embora seja possível comparar a média mensal e a média anual de consumo, no fornecimento de combustível é mais difícil descobrir a simulação do negócio, porém, no fornecimento de material de limpeza é fácil comprovar a fraucatua: basta o órgão competente realizar levantamento contábil da entrada e saída do material e examinar as notas de compra e venda da empresa para detectar que a quantidade de material adquirido pelo ente público não circulou no estoque da fornecedora.

A questão não se resume apenas no princípio da presunção de inocência ou no campo da incompetência, negligência ou imperícia. Cabe aos órgãos de controle externos, TCE, Ministério Público, Câmara Municipal, Organizações Não Governamentais, maior rigor na apuração dos indícios das irregularidades nos órgãos públicos, nos indícios de lavagem de dinheiro e na análise dos indícios de exteriorização de riquezas dos gestores públicos, bem como a utilização de métodos estatísticos para comparar as receitas e despesas dos entes públicos.

Reina na administração pública a mais absoluta má-fé, o dolo intencional de prejudicar o erário público, a perspectiva de lucro fácil e generoso, enfim, o repudiado locupletamento indevido e o enriquecimento ilícito, vedado pelo ordenamento jurídico.

O caminho do combate à corrupção é longo e tortuoso.

__________________________________________

João Batista Barbosa (Batistão) é editor do Blog Poxoréu.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 00h32
[] [envie esta mensagem] []



Dom Bosco

A MAIS BELA FESTA DE ANIVERSÁRIO

Bicentenário de Dom Bosco

Lúcia Voltan Ribeiro

Tudo começou com a preparação do local de festa: revitalização do muro do campo esportivo, banners, decoração festiva e mural dos sucessores de Dom Bosco.

Tudo pronto: Sábado, dia 15 de agosto, às 07 horas, o Centro Juvenil São João Batista de Poxoréu abriu os portões para dar início a emocionante Festa de Aniversário com um saboroso café da manhã.

Na nossa festa tivemos muitos CONVIDADOS: 700 crianças, adolescentes e jovens; Irmã Gilda e Ir. Claudenete, FMA; o grupo de aspirantes a cooperadores salesianos; voluntários; catequistas; ex-alunos; AJS articulação da Juventude Salesiana; famílias dos atendidos; o pároco Pe. Alexandre Umbelino; o salesiano Pe. Andelson de Rondonopolis; Nossa Senhora Auxiliadora e o aniversariante do dia DOM BOSCO.


Muita música, orações, animação, fogos e alegria acolheram os nossos convidados.

O aniversariante recebeu muitos PRESENTES:

·         O grupo de Arte Cênica SALASARTE – Palco e teatralidade apresentou “O sonho dos 09 nove anos”

·         A escolinha de CATIRA SALESIANA  trouxe uma bela apresentação com arranjo de viola caipira

·         O grupo de dança “SALESIANOS” entrou na quadra com a coreografia da Musica “Perto ou Longe” de autoria do Inspetor Pe. Gildasio Mendes

·         Os atendidos do projeto TORCIDA PELA VIDA cantaram “Profeta dos jovens” acompanhados de violino e violões.

Os colaboradores do Centro Juvenil receberam uma Moção de Congratulação: a linda medalha bicentenária.

A festa continuou com muitas brincadeiras, pula-pula, jogos de mesa, espaço para zumba, quadra de areia e campo e para alegria de todos a barraca dos doces, balas, pirulito, guloseimas em geral.

O almoço festivo encerrou a festa deixando muita saudade.  

AGRADECEMOS TODAS AS PESSOAS QUE CONTRIBUÍRAM GENEROSAMENTE PARA O SUCESSO DO EVENTO EM HOMENAGEM AO BICENTENÁRIO DE DOM BOSCO.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 18h08
[] [envie esta mensagem] []



SOS Poxoréu - Comentários dos Leitores

SOS Poxoréu - Comentários dos Leitores

Lá vêm ô Batistão de novo ... O que você quer comigo meu ... ta de nhé nhé nhé porqué? Penso que você é suficientemente inteligente para saber que não vou entrar nas suas provocações! Ocupo com muita honra um cargo público e há de haver respeito ao cargo público. Não me manifesto porque não sou porta-voz da prefeitura, nem oficial, nem extra-oficialmente como você gostaria que eu fosse. Muito menos garoto de recado. Faz parte das minhas atribuições principais o planejamento urbano: como vemos o futuro da nossa cidade? ... Isto é relevante. Já propus que debatêssemos assuntos verdadeiros de NQPx, agora ...não nos comentários nèm... Tem que ser em texto de primeira pagina. Não faltam assuntos importantes, por exemplo a questão do distrito Nova Poxoréu, você nunca tratou o assunto com profundidade, e ele é essencial como bem sabe, mais ainda, com a questão das divisas com Primavera. Não basta falar mal do governo tem que ser consequente... sem demagogia ... Fala sério Batistão.

(Jean)

_____________

O poder é bom! Quando falta competência para solução dos problemas presentes, procrastine-os [para o futuro]. Aí, quando chegar a campanha eleitoral, peça perdão pela negligência, diga que 4 anos foram poucos e que a solução estará no FUTURO! Renove as promessas eleitoreiras e busque se perpetuar no poder! Enquanto isso, no presente, momento atual, COLOQUE A CULPA NOS OUTROS... QUE SE DANEM OS PROBLEMAS E A PRÓPRIA CIDADE! O QUE VALE É O PODER PELO PODER!

(Batistão)

_____________

 Meu amigo Jean, muito boa a sua colocação em dizer que devemos debater sobre o problema da Nova Poxoréu, pois agora que os problemas afloram desapareceram os pais e mães do novo distrito, a Senhora Prefeita e seu 1º "Damo" juntamente com os Srs. Vereadores que se orgulhavam de dizer que criaram o novo distrito, hoje nada fazem para solucionar os problemas por eles criados. Sabemos que ali foi uma tentativa de exploração imobiliária, que incentivaram a grilagem de terras e a ocupação desorganizada do local, sem contar os crimes ambientais praticados no local. Vale dizer que os governantes de primavera aproveitando dos problemas do "novo distrito" reivindicam tais áreas para Primavera e de consequente as áreas agricultáveis. Dai Jean quais as soluções adotada pela administração nesse caso? e os vereadores?

(Almeida Selene)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 20h02
[] [envie esta mensagem] []



Redivisão territorial

DESMEMBRAMENTO DE MUNICÍPIOS À LUZ DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL

Pequena contribuição do BlogPox ao ilustre secretário de planejamento, arquiteto Jean-Louis Van der Stock, outrora iluminado blogueiro apontador de soluções.

Batistão

Por força do § 4º, do art. 18 da Constituição Federal, com redação dada pela Emenda Constitucional nº 15, de 1996, a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios, far-se-ão por lei estadual, dentro do período determinado por Lei Complementar Federal, e dependerão de consulta prévia, mediante plebiscito, às populações dos Municípios envolvidos, após divulgação dos Estudos de Viabilidade Municipal, apresentados e publicados na forma da lei.

Ao regulamentar a matéria constitucional, o art. 5º combinado com o artigo 7º da Lei 9.709/98, determina que a criação, a incorporação, a fusão e o desmembramento de Municípios, dependem de plebiscito a ser convocado pela Assembleia Legislativa, para consultar a população diretamente interessada tanto a do território que se pretende desmembrar, quanto a do que sofrerá desmembramento; em caso de fusão ou anexação, tanto a população da área que se quer anexar quanto a da que receberá o acréscimo; e a vontade popular se aferirá pelo percentual que se manifestar em relação ao total da população consultada.

Nos autos da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 2650, proposta pela Mesa da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, por unanimidade, que o plebiscito para o desmembramento de um estado da federação deve envolver não somente a população do território a ser desmembrado, mas a de todo o estado.

Nesse contexto, o processo de desmembramento de área do território de Poxoréu, inclusive a eventual redivisão territorial,  além da necessidade de previsão em Lei Estadual, exigirá a sua aprovação por consulta plebiscitária envolvendo a  população, isto é, todos os eleitores aptos a votar no município de Poxoréu, inclusive os da área a ser desmembrada.

Ainda a pedido do ilustre secretário de planejamento, arquiteto Jean-Louis Van der Stock, veja a seguir reportagem sobre a REVISÃO TERRITORIAL noticiado neste blog,  em 22/02/2007.

Por derradeiro, se convidada, a equipe BlogPox fica a disposição das autoridades do município para aprofundar o debate sobre a questão.

(Batistão)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 20h01
[] [envie esta mensagem] []



Revisão Territorial

Para lembrar o arquiteto Jean, atual secretario de planejamento,

veja o que o Bog Poxoréo  noticiou em  25/02/2007


VEREADORES CRIAM COMISSÃO  PARA ACOMPANHAR A PROPOSTA DE REVISÃO TERRITORIALE M 22/02/2007

Deputados querem diminuir território de Poxoréo

 

A notícia de uma nova revisão territorial em Mato Grosso, divulgada neste Blog no dia 21 de fevereiro, caiu como uma bomba na primeira Sessão Legislativa de 2007, realizada pela Câmara Municipal de Poxoréo na noite seguinte, dia 22 de fevereiro.

 

Pegos de surpresa, os vereadores criaram uma comissão legislativa para analisar e acompanhar o assunto. A comissão municipal promoverá  uma reunião com o prefeito Antônio Rodrigues da Silva e pretende agendar uma visita aos deputados da Comissão de Revisão Territorial da Assembléia Legislativa de Mato Groso, além de articular com os demais deputados que obtiveram votos em Poxoréo na última eleição, para buscar apoio e apresentação de proposta em defesa do município.

 

 

Mesa diretora da Câmara Municipal de Poxoréo

Nilton “Biza” Alves Rodrigues (1° Secretário), João Joaquim de Oliveira (Presidente), Miguel Davi de Moraes (Vice-presidente), Jailton Costa Xavier (2° Secretário)

 

Segundo o deputado Percival Muniz, presidente da Comissão de Revisão Territorial, um dos casos a ser analisado é a situação do vilarejo de Sangradouro que pertence ao município de Poxoréo. Para se chegar ao município-mãe, a pessoa precisa passar, primeiro, por Primavera do Leste.  "Com a revisão territorial, vamos tentar deixar o cidadão mais próximo da sede do seu município", destaca Muniz.

 

Para o deputado Muniz, a ausência do poder público municipal em parte de áreas do seu território traz transtornos para a população local e, algumas vezes, quem acaba assumindo responsabilidade é o município mais próximo. São essas distorções que a Comissão de Revisão Territorial da Assembléia e o governo de Mato Grosso se propõem a corrigi-las.

 

Há quinze anos, quando da emancipação de São Pedro da Cipa, município criado em 20 de dezembro de 1991, através da Lei Estadual nº 5.906, Poxoréo perdeu, para o município de Dom Aquino, parte do território da Raizinha e áreas próximas aos históricos garimpos de “São Paulo”, “Pombas” e “Sete”, locais que originaram o povoado de Poxoréo, conforme descoberto no final do ano passado pelo analista de informática Adilson Bioys Rodrigues ao analisar dados de campo levantados por uma equipe da Comissão Independente de Turismo de Poxoréo.

 

Nesse tempo, início da década de 90,  Herculano Muniz era o prefeito de Poxoréo e a Câmara Municipal era composta por  Ájax Alves Gomes, Antonio Rodrigues da Silva, Domingos Miranda de Oliveira, Emílio Gonçalves de Araújo, Francisco José dos Santos (Chico Baio), Garibaldi Toledo de Moraes, Lourival Severo Bonfim, Manoel Antonio da Silva (Necão), Mauro Fernandes de Souza, Pedro Gomes Rosa, Sildolfo Francisco da Silveira e Terezinha Rosa Ramos Filha de Oliveira, e o município perdeu parte de seu território sem que houvesse  qualquer manifestação das nossas autoridades publicas.

 

Uma nova revisão está acontecendo e, após o alerta aqui do Blog, o debate sobre o assunto passou a despertar à atenção dos nossos representantes na Câmara Municipal de Poxoréo. Falta despertar o interesse das demais autoridades e das lideranças dos partidos políticos do município.

 

O assunto merece nossa maior atenção pois, caso mantida a linha de raciocínio do deputado Muniz, sobrinho do ex-prefeito Herculano Muniz, Poxoréo corre o risco de perder Sangradouro e parte do território da região norte, divisa com Primavera do Leste, onde estão localizadas as fazendas Santa Adriana e Brasholanda.

 

(Batistão)

Fonte: http://pox2.zip.net/arch2007-02-01_2007-02-28.html , edição de 25/02/2007.

 



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 19h41
[] [envie esta mensagem] []



SOS Poxoréu

Retrato do descalabro

Moradores acendem velas no canteiro central da Av. Brasil, no centro de Poxoréu, para chamar a atenção das autoridades do município em razão escuridão há mais de 60 dias no principal logradouro da cidade.

Av. Brasil, retrato do descalabro de uma administração que não ama sua cidade.

Onde anda a prefeita Jane Lopes que não vê tal situação?

E o secretário de obras, o município ainda tem?

E secretário de planejamento, arquiteto Jean-Louis Van der Stock, outrora iluminado blogueiro apontador de soluções, pelo menos poderia sair da letargia e chamar a atenção do casal que (des)administra o município.

A propósito, vale lembrar um refrão tão usando na década de 1980: “PARA ADMINISTRAR UMA CIDADE É PRECISO AMÁ-LA”.

 (Batistão)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 20h25
[] [envie esta mensagem] []



Cursos Gratuitos

Escola Técnica de Poxoréu oferece 160 vagas




Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 14h18
[] [envie esta mensagem] []



Dom Bosco

FESTA DO BICENTENÁRIO DE DOM BOSCO

Lucia Voltan Ribeiro

Neste ano de 2015 comemoramos o ano bicentenário de Dom Bosco, fundador da Congregação Salesiana, pai e mestre da juventude. Os dois títulos são considerados justos sinais de reconhecimento e afeto por aquilo que ele realizava no plano humano, cultural e espiritual em favor dos jovens.

Os salesianos estão presentes no mundo inteiro, e Poxoréu também foi agraciada com a presença dos salesianos, inicialmente Padre Pedro Melesi, Padre Cesar Albisetti, Mestre Armando Catrana e muitos outros que aqui passaram com trabalho e dedicação, seja no plano espiritual, através da paróquia São João Batista, ou no plano social com a reconstrução do Hospital e Maternidade São João Batista, Centro Juvenil e demais obras.

Os anos se passaram e, como sabemos, nossas relações e ações de trabalho são dinâmicas, e tivemos a necessidade de nos adaptarmos aos novos contextos, porém, sempre cultivamos o cuidado de manter o legado e carisma de Dom Bosco: “Fiz tudo quanto soube e pude pelos jovens”.

Hoje os Salesianos de Dom Bosco, as FMA e os leigos cooperadores salesianos no Brasil atuam como Rede Salesiana Brasil de Ação social que aposta na eficácia de uma ação articulada e integrada, tecendo um verdadeiro trabalho em rede aberto aos novos desafios e a alegria da busca por caminhos que necessitam ser percorridos com sensibilidade e ousadia.

 A família salesiana continua presente em Poxoréu com as irmãs salesianas no Externato São José, o ateliê Dom Jose Selva e no Centro Juvenil.

Atualmente o Centro Juvenil desenvolve um trabalho em rede com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Programa de Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, atendendo 300 pessoas entre crianças, adolescentes e jovens, com atividades socioeducativas, esportivas e culturais, além de outros trabalhos em rede, como a qualificação profissional em convênio com o SENAI, curso de ensino superior a distancia com a Universidade Católica Dom Bosco de Campo Grande, atividades de lazer e recreação, eventos religiosos e culturais.

        Para comemorar nosso passado e presente de trabalho realizado em prol das crianças, dos adolescentes e dos jovens desta cidade de Poxoréu, no SÁBADO, DIA 15 DE AGOSTO, convidamos a comunidade para a Festa do Bicentenário de Dom Bosco, a partir das 7 horas da manhã, com momento celebrativo, apresentações culturais alusivas ao bicentenário, brincadeiras, jogos e muito mais.

        Por oportuno, agradecemos todas as pessoas que contribuíram com doações de tintas para a revitalização da pintura das paredes ao redor do campo esportivo do Centro Juvenil, além das doações de doces, lanches etc. para comemoração do bicentenário.

Lucia Voltan Ribeiro

lucia@centrojuvenil.org.br

Centro Juvenil

Telefone: (66) 3436-1000



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h46
[] [envie esta mensagem] []



Limpeza??

OPERAÇÃO TAPA BURACOS?

Juscinete Sousa Reis (Neta)

Circula pela cidade de Poxoréu, através do jornal “Correio Notícias MT”, matéria onde enfatiza que a atual prefeita de Poxoréu, vem buscando dinamizar sua administração fazendo trabalhos essenciais que através de sua equipe da Secretaria de Obras fizeram diversas intervenções na cidade, limpando ruas, pintando meio fios e realizando tapa buracos, dizendo ser “anseios da população do município”.

Representantes do Movimento de Combate à Corrupção de Poxoréu – MCCP, após ler o noticiário, visitaram vários bairros importantes da cidade, como Irantinópolis, Jardim Tropical, Cohab Xavante, Jardim Poxoréu, Bairro lagoa I, II, enfim, muitos destes locais que foram fotografados pelo movimento meses através, continuam esquecidos pela administração.

As fotos atuais retratam a falta de preparo, de comprometimento do gestor público com o cidadão poxoreense. Ruas intransitáveis, imundas, sujeira por todos os lados e pensar que o cidadão, tenha que conviver com notícias dessa natureza, matérias pagas, trazendo inverdades sobre a atual situação de Poxoréu.

Nunca em sua história, o cidadão se sentiu tão desamparado, seja na área da saúde, educação e outros serviços essenciais para o bom convívio social. Ao invés de mandar publicar matérias enganosas, estes cidadãos que receberam o voto popular deveriam se sensibilizar com o caos que tomou conta da cidade, sair de seus gabinetes e trabalhar em prol da população.

As fotos não tem retoques, é a realidade precária de uma má administração - Clique aqui para conferir as fotos no Face: Blog Poxoréu www.pox.zip.net | Facebook .

Estamos de olho!

________________

Comentário no Facebook:

 

- Ulisses Araujo Barbosa: No ano passado, um destes periódicos, mantidos pelo cofre público, onde agasalha as melhores referencias do gestor, sem ter o mínimo respeito a verdade, divulgava uma relação de emendas de parlamentares, locando recurso em áreas diversas. O tempo decorreu e ao que parece nada foi realizado e, muito menos, o periódico relatou o acontecido. Isto parece ser verdade, pois fogos de artifícios de há muito não são explodidos. A inércia, constante do executivo, não me causa surpresa. O que me causa espécie, é a inoperância do legislativo, este, sim, custa caro aos munícipes. Quedam na obrigação de fiscalizar. Lamento, e como lamento o que não fazem pelo nosso município. Até quando, vão permanecer omissos. Com a palavra o órgão fiscalizador.

- Pabulo Diego Lara Ferreira: Seria importante as pessoas dos seus bairros se manifestarem. Mandar fotos. Desmascara essa administração corrupta. Estão notificando IPTU, mas não vou pagar, pois lá não passa caminhão de lixo, não tem iluminação pública e o asfalto so o buraco. Sou apenas obrigado a pagar mas o serviço prestado e uma m.... O PSF do bairro não vou nem comentar.

Foto/reprodução: Pabulo Diego



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 13h40
[] [envie esta mensagem] []



Gestão e metas

UM MUNICÍPIO QUE NÃO CUMPRE SUAS METAS

Juscinete Sousa Reis (Neta)

Integrantes do Movimento de Combate à Corrupção de Poxoréu –MCCP, estiveram verificando as obras que estão sendo edificadas em Poxoréu.

Além do abandono do Ginásio Cinquentão e Balneário Lagoa, a academia que está sendo construída próxima ao Paço Municipal, teve seu tempo de construção expirado sem conclusão da obra. A escola municipal infantil (próxima a Escola José Dias Coutinho) iniciada na gestão passada, se arrasta sem data prevista para entrega à população. As UBS, com previsão de conclusão para o próximo dia 24/08/2015, estão na fase de levantamento de paredes.

Por que em Poxoréu, o gestor público não consegue cumprir nenhuma meta?

As nascentes do Balneário Lagoa, apesar de toda crueldade humana, ainda nos consegue mostrar que é possível recomeçar. Que é possível nos orgulhar de ter um local tão belo no coração da cidade. Florescer, nos manter vivos através de suas nascentes. Devemos nos importar mais por essa causa, que é a fonte de sobrevivência deste município, não temos que nos acovardar, temos que lutar para tirar das mãos dos maus políticos, esse poder de decisão.

Maus políticos tem ser banidos da vida pública, para toda eternidade e sem lamentos. Devemos lamentar sim, pelo mal que fez a toda uma população.

O que acontece é triste e revoltante!



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 13h16
[] [envie esta mensagem] []



Comentário do Ruy

MUDAR É POSSÍVEL

Ruy Nogueira Barbosa

Caro professor ADRIANO MAIA, com muita atenção li seu artigo “Necessidade de Mudança Político-Administrativa em Poxoréu”, o qual fizera reacender a esperança de que a mudança ainda é possível.

O BLOGPOX, há muito o tenho como fundamental instrumento de mudança, espaço democrático acessível, não só para as críticas, mas principalmente para se fazer debates com conteúdos, apresentando propostas e apontando soluções, bem como contribuições ponderadas como as suas.

Outro exemplo de instrumento de mudança, cito o trabalho da doutora NETA frente ao “Movimento Contra a Corrupção”, vejo como mais que concreta ferramenta de mudança, ocorre que estas ferramentas, ante ao engajamento de poucos, termina por surtir resultados pontuais e de expressão não significativas, entretanto, imprescindíveis.

Especificamente a sua abordagem referente a “Necessidade de Mudança Político-Administrativa em Poxoréu” é temporal e politicamente PERFEITA. Entretanto, vejo que parte da mudança sugestionada e reclamada, se materializa com sua manifestação positiva e atual, haja vista que a juventude, apesar de ter mais e mais acesso às informações, a maioria tem optado pela apatia, pela descrença generalizada, o famoso “não tô nem ai”.

Professor ADRIANO, nós podemos e devemos reescrever a história de Poxoréu, alerto que o trabalho é árduo, extenuante, cansativo, as batalhas travadas são no dia a dia, a necessidade do revisar os resultados, é permanentemente constante, precisamos ter mais gente esclarecida e atuante nesta fronte.

ADRIANO, você, na condição de pessoa esclarecida, atuante, formador de opinião, também é instrumento de mudança. Parabéns por estar contribuindo no processo de construção de dias melhores, e principalmente, por conseguir ter diagnosticando a grave situação do município, porém, acreditando que o mesmo tem condições de deixar UTI.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 11h50
[] [envie esta mensagem] []



Ponto de Vista: Adriano Maia

A necessidade de mudança político-administrativa em Poxoréu

Adriano Maia

A história da política poxorense e de seus envolvidos, e em conseguinte da administração da cidade de Poxoréu, traz consigo várias lembranças e marcas ao seu povo. Algumas lembranças até certo ponto positivas e, infelizmente, várias outras negativas. Sendo Poxoréu uma cidade lembrada por grandes nomes na política nacional, inclusive pela ocupação no legislativo nacional (Câmara/Senado) por alguns conterrâneos.

 Cidade marcada por sérios conflitos políticos que se perpetuam até os tempos atuais... terra de alguns “alimentados” por política ou melhor politicagem, gente que briga, articula, discute, ofende, luta por “interesses”... se fazem as vezes fortes mais ao mesmo tempo empobrecidos do sentido de transformação coletiva.

 Há tempos, mais ou menos 18 anos, me recordo das promessas e rumores de mudança em Poxoréu. Sempre palavras “bonitas”, discursos afiados e afinados aos ouvidos necessitados do povo de Poxoréu, ou seja, sempre foi dito o que o povo “precisava” e/ou “precisa” ouvir, tendo em vista sua lastimável situação. Situação que não muda ano após ano, assim entra ano e sai ano sempre os mesmos planos.

 A mesmice planejada ressurge a cada quatro anos em nosso município e em uma inexorável e perversa ordem. Primeiro se reúnem os velhos “caciques” e “experts” em manobras políticas, fazem isso para traçar os planos para chegar ao poder...nos bastidores tudo acontece, muitas vezes, de forma sorrateira e maliciosa, do tipo “repartir o pão” (acordos por interesses pessoais. E o povo? Ah! Esse faz parte de outro plano) ou “quem chega primeiro bebe água limpa”, o difícil é saber quem tem a sede maior. O que se vê é que a sede da maioria desses “caciques” políticos é gigantesca e insaciável, pois há tempos são os mesmos. Pena que essa sede é única e exclusiva por poder e não por mudança.

 Depois de formados os grupos, combinadas as barganhas (distribuição de cargos) e conchavos, o segundo passo é trazer pra junto do (s) grupo (s) pessoas boas, as idôneas, as de boa índole, respeitadas, essas somarão para que os objetivos (chegada ao poder) sejam alcançados. Em conseguinte começam-se os trabalhos com visitas, passeatas, aglomerações, gratificações por apoio/voto...dinheiro despejado para todo lado. Ah as promessas! Essas vêm de forma natural, faz parte do “show”, com as mesmas incutem na imaginação de nós todos, os iludidos, a falsa ideia de transformação.

 Após a chegada ao tão desejado poder, deveriam “arregaçar as mangas” e pôr em prática tudo que foi dito no período eleitoral. Mas isso, infelizmente, sempre fica para outro plano, já que os “acordos” feitos e o gasto exorbitante do período eleitoral somado a incompetência, ingerência e desinteresse, muitas vezes impedem que isso aconteça. E isso atinge até mesmo os bem-intencionados, os compromissados, os competentes, que por ora estão inseridos no contexto, assim se veem de “mãos atadas”, já que mesmo com todo esforço feito por eles, acabam anulados pelas malevolências do atual sistema. Contudo suas práticas e benfeitorias acabam abafadas pelo declínio político-administrativo que Poxoréu vive há décadas.

 Levando em conta todo esse estarrecedor cenário, é chegada a hora, mesmo que tardiamente, de mudança, de transformação...mesmo que talvez tudo isso não aconteça de forma imediata, mas que exista ao menos a tentativa de transformação gradativa.

 Não temos mais tempo a perder, Poxoréu precisa mudar os rumos da política, precisa colocar pessoas que tem em primeiro lugar o pensamento coletivo de transformação social. Poxoréu não resistirá a mais uma administração ruim ou “meia boca” fadada ao descaso e a politicagem (barganhas, mutretas...), tendo em vista que o declínio político-administrativo acontece de forma acentuada e as marcas dele estão aí para todos verem, população carente das mais básicas políticas públicas, como disponibilidade de remédios, iluminação pública, ruas transitáveis e por aí vai.

 Portanto, é chegada a hora de mudança! Ou isso acontece nos próximos anos, nas próximas eleições, ou a “mãe” (Poxoréu) dos municípios vizinhos terá um fim trágico, será acometida de falecia múltipla dos órgãos, tendo em vista que hoje seu estado “clínico” não é nada bom... “respira com ajuda aparelhos”. Assim é chegada a hora da tão necessitada mudança nos rumos da política e da administração de nossa cidade. Para que assim possamos ver nossa querida cidade fora da “UTI”.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 16h25
[] [envie esta mensagem] []



Final do 46º Troféu da Juventude

Premiação do 46º Troféu da Juventude


No domingo passado, dia 5 de julho, foi realizado o encerramento do 46º Troféu da Juventude, campeonato infanto-juvenil promovido pelo salesiano Centro Juvenil, desde o ano de 1969.


A entrega dos prêmios contou com a participação de inúmeras pessoas, pais e autoridades, que prestigiaram a premiação das equipes vencedoras e atletas destaques.


Durante a cerimônia, a coordenadora do Centro Juvenil, educadora Lucia Voltan, destacou a importância de celebrar o ano do Bicentenário de Dom Bosco. “O Centro Juvenil continua como nosso fundador Dom Bosco levando adiante o lema com os jovens, para os jovens através de atividades esportivas e culturais”, disse. Lúcia parabenizou os adolescentes e jovens que participaram com disciplina determinação e respeito. Agradeceu as equipes organizadoras e os voluntários especialmente professor César Ribeiro da Silva, instrutor do Projeto Torcida pela Vida, pelo desempenho e dedicação para que acontecesse a nova edição do Troféu da Juventude. O instrutor José Antonio também agradeceu as equipes, colaboradores, voluntários, e as demais pessoas que colaboram com troféus, medalhas e prêmios para os atletas.


Neste ano de 2015, 360 jogadores, divididos em 20 equipes, participaram do torneio. Os times e atletas mais destacados desta temporada do Troféu da Juventude foram os seguintes:

CATEGORIA MIRIM

Campeão: Geração de Craques

Vice-Campeão: Laís Modas

3º lugar: Centrão

Equipe mais disciplinada: João Torres

Goleiro menos vazado: Samuel (01 gol), equipe Geração de Craques

Artilheiro: João Victor (04 gols), equipe Laís Modas

Jogador mais disciplinado: Davi, equipe Geração de Craques

CATEGORIA INFANTO

Campeão: Primavera Esporte Clube

Vice-campeão: Geração de Craques

3º Lugar: Escolinha Diamante Verde

Equipe mais disciplinada: Geração de Craques

Goleiro menos vazado: Matheus (01 gol), equipe Geração de Craques

Artilheiro: Mailon Henrique (08 gols), equipe Primavera Esporte Clube

Jogador mais disciplinado: Mailon Henrique, equipe Primavera Esporte Clube.

CATEGORIA JUVENIL

Campeão: Primavera Esporte Clube

Vice-campeão: Escolinha

3º lugar: Grêmio

Equipe mais disciplinada: Primavera Esporte Clube

Goleiro menos vazado: João Victor Portella (01 gol), equipe Geração de Craques

Artilheiro: João F. Borges (08 gols), equipe Primavera Esporte Clube

Jogador mais disciplinado: João F. Borges, equipe Primavera Esporte Clube.




Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 23h20
[] [envie esta mensagem] []



Troféu da Juventude

Encerramento do 46º Troféu da Juventude

Neste ano de 2015 comemoramos o ano Bicentenário de Dom Bosco, fundador da Congregação Salesiana, pai e mestre da juventude - estes dois títulos são considerados justos sinais de reconhecimento e afeto por aquilo que ele realizava no plano humano, cultural e espiritual em favor dos jovens.

O Centro Juvenil continua como nosso fundador Dom Bosco levando adiante o lema "com os jovens, para os jovens" através de atividades esportivas e culturais. Vimos, portanto convidá-los para participar do encerramento do XLVI Troféu da Juventude, que acontecerá neste  domingo,  dia 5 de julho,  a partir 14h com os jogos finais e a premiação prevista para às 17 h

 Contamos com sua presença.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 23h15
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
    Outros sites
    BLOG POXORÉU Nov/2010 a Ago/2012
    BLOG POXORÉU Fev/2005 a Out/2010
    TCE PRESTAÇÃO de CONTAS Poxoréu
    Blog Centro Juvenil
    Blog da UPE
    Aulas Grátis
    Aulas Grátis II
    Cursos Grátis
    BlogPox no Facebook
    Vídeo Aurélio Miranda
    Previsão do Tempo - Poxoréu
    Vídeos dos Encontros de Violeiros Poxoréu