Túnel do tempo

40 ANOS

Valfran Dos Anjos

 Quase sempre, costumo fazer uma revoada ao passado, recordando fatos e eventos que por qualquer motivo marcaram a minha existência.

 Hoje, repete-se a oportunidade para que eu faça nova viagem sentimental aos dias de ontem.

 E natural esse meu reencontro, vez ou outra com os tempos idos, esse regresso intermitente ou esse convívio interativo com o passado. Hoje quero me reportar ao capítulo do teatro existencial que iniciei a protagonizar, em 18/09/1974, como bancário em Poxoréu, no alvorecer dos sonhos inquietos e fugidios.

 40 anos! Depois de um longo e desafiador trajeto, é compreensível que eu me transporte, em revoada afetiva, aos caminhos que me trouxeram aos dias de hoje e os percorra com intensa ternura.

 O passado, mais uma vez, liberta-se das amarras que o prendem aos arquivos da existência, rompe as comportas que represam segmentos da travessia da já vencida, e os seus dias, adormecidos na distância do tempo, despertam suavemente em meu pensamento, ao som harmonioso de um toque surdina, como convém nos instantes de evocação e de saudade. Voltar passado, já se disse com extrema sabedoria, é renascer.

 Em 18/09/1974, me integrei ao corpo de bancários do BB, em Poxoréu (MT). Durante o trajeto, o tempo — sempre o tempo, eterno e incansável arquiteto da natureza, emérito e incorrigível, demolidor, que tudo atenua, subjuga e destrói, tanto que paralisa, extingue e sepulta a própria existência — me alçou à ribalta das travessuras e das travessias, até este momento em Bom Jesus de Cuiabá!

 E neste momento de reflexão, quero agradecer a todos os colegas que na época me acolheram no BB de Poxoréu (MT) e em Cuiabá (MT), e o faço na pessoa da sempre amiga, e prima por afinidade, Eliete Vieira, que deixou marcas indeléveis, de seu próprio punho, em minha carteira de trabalho.

 Para mim, Poxoréu foi e continua sendo uma espécie oásis fértil, palco das minhas mais significativas revoluções existenciais. Desafios indissociáveis ocorreram. Porém, como tantos outros nordestinos, cedo me habituei aos duros embates da travessia e cedo também aprendi que neles o pior, muitas vezes, o terror da derrota.

 Hoje, 40 anos, continuo a agradecer a todos e desejar ardentemente felicidade, uma felicidade feita essencialmente de paz interior!



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h47
[] [envie esta mensagem] []



Opinião: Adriano Maia

Poxoréu a beira do caos

Adriano Maia

O notável descaso do poder público em Poxoréu, e em conseguinte as constantes queixas feitas pela população poxorense nas ruas, praças, blogs, redes sociais, bem como as reportagens publicadas nos meios de comunicação da região, me fazem crer que estamos realmente à beira do caos. Creio assim, analisando tudo que acontecesse em nosso município, isso tendo a visão mais otimista possível, já que penso que estamos à beira do caos, pois a quem diga, e também não discordo, que o caos já está instalado em nossa querida Poxoréu.

 Analisando sumariamente, a realidade do nosso município, e tentando criar uma relação, não tão somente com o significado da palavra (caos), mais também com alguns sinônimos empregados de maneira contextual a ela, como: desarrumação, obscuridade, confusão, bagunça, desordem, atrapalhação entre outros, posso afirmar, de forma pertinente, que se não estamos nele (caos), a chegada ao mesmo está por um “fio”, afinal de contas, muitas das “ações” feitas pelo poder público estão fadadas sim, na desordem, na obscuridade, na confusão, ou seja, no verdadeiro caos.

 Dentro dessa análise, busco encontrar algumas causas para toda essa embrulhada, e não vejo outra justificativa a não ser atribuir os efeitos do caos municipal a alguns evidentes motivos que, talvez, “esclareça” tamanha desarrumação. E creio que sejam algumas das possíveis causas: a falta de competência, a falta de responsabilidade e, talvez, a falta de honestidade. É...a falta!!! E na falta de muito, consequentemente, se tem pouco. E por mais desesperançoso e trágico que seja afirmar, pode-se dizer que é galgado na ausência de valores como competência, responsabilidade e honestidade, que infelizmente a atual conjuntura política municipal (executivo/legislativo) vem agindo perante as necessidades da população, gerando assim toda essa balbúrdia que todos estamos presenciando.

 Pois bem, depois de criada essa relação entre significado e realidade, observo que o caos que impera em nosso município está arraigado na ausência, ou como dito anteriormente, na falta. Assim, deixando um pouco os substantivos abstratos (competência, organização, planejamento, responsabilidade e etc.) que complementam as ausências na gestão municipal, vale também citar mesmo que seja notório, o que falta de concreto a população poxorense, então vejam: falta iluminação pública, faltam ruas limpas, falta policiamento, faltam estruturas prediais para desenvolvimento de atividades esportivas/culturais e de lazer, faltam medicamentos e equipamentos básicos nos postos de saúde, faltam ruas trafegáveis...falta o básico.

 Em virtude desses caóticos acontecimentos, há rumores de que surge um singelo despertar no legislativo, alguns vereadores já estão se sentindo, segundo eles, envergonhados com a situação atual. E diante de tamanho descaso, estão inclusive perguntando, onde foram empregados os R$ 18.000.000,00 arrecadados anteriormente, tendo em vista que falta um pouco de tudo em nosso município. Pena que o legislativo se contenta em somente questionar as descompensadas ações do executivo, e não cumprem com o dever constitucional que lhes é atribuído. Assim, a maioria dos que lá se fazem “presente” estão “a ver navios” tornando-os cada vez mais responsáveis pelo município se encontrar em tão desesperada situação.

 Portando, diante de tanto descaso espera-se que após o período eleitoral, já que agora também é “inviável” esperar algo, pois agora além das demais ausências, agora também falta tempo aos políticos poxorenses. Tendo em vista que os mesmos então em processo de bajulação, manipulação e por que não, enganação eleitoral, junto com alguns que pouco contribuem ou contribuíram com nosso município. Contudo, cabe a nós cidadãos continuarmos cobrando atitudes contundentes de nossos representantes e que, mesmo que seja pouco esperançoso pensar, possamos sair e/ou não afundarmos de vez no tão desolador e eminente caos.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h34
[] [envie esta mensagem] []



Resultado de Licitação

PREFEITURA DE POXORÉU

SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO/LICITAÇÃO

AVISO DE RESULTADO DE LICITAÇÃO

MODALIDADE: PREGÃO PRESENCIAL 028/2014

REGISTRO DE PREÇOS 019/2014

Tipo: Menor Preço por Item

A Prefeitura Municipal de Poxoréu-MT, torna-se publico aos interessados que no PREGÃO PRESENCIAL 028/2014 Registro de Preço n° 019/2014, tendo como objeto por Objeto Aquisição Futura De Gêneros Alimentícios Para Atender as Escolas Municipais da Educação Infantil e Fundamental, e Para os Programas Educacionais, cuja a abertura ocorreu as oito horas, do dia 15 de setembro de 2014, na sede da Prefeitura Municipal de Poxoréu, situada à Av. Brasília, 809, Jardim das Américas, Poxoréu-MT.

 Sagrou-se vencedora da presente licitação a seguinte Empresa:

 1 – MERCADO CRUZEIRO LTDA , inscrita no CNPJ n°18.415.502/0001-49, situada à Av. Brigadeiro Eduardo Gomes, n° 01, Bairro Vila Cruzeiro, na cidade de Poxoréu-MT

O valor Total Global é de R$ 386.375,00 (trezentos e oitenta e seis mil trezentos e setenta e cinco reais).

Sala de Licitações da Prefeitura Municipal de Poxoréu, 15 de setembro de 2014.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h03
[] [envie esta mensagem] []



Sentimento

VERGONHA DO VEREADOR

Ruy Nogueira Barbosa

Ao ler a nota referente à “vergonha que o nobre vereador está passando, me coloquei a pensar sobre o “sentimento vergonha.

Não me contentei com o pouco que até então achava que sabia eu sobre este sentimento, assim, fiz uma rápida e superficial pesquisa, onde tropecei em asseverações que equiparam a vergonha como a consciência de desonra e do ridículo, e também como sentimento de diminuição da dignidade humana.

De acordo com os estudiosos desta temática, o sentimento de vergonha tem origem no ato ou fato de “eu me fazer objeto do olhar”, ou seja, por vezes, sou parte ou motivo daquilo que me envergonha, logo, vergonha e culpa” são irmãs siamesas.

Especialmente nas culturas asiáticas, China e Japão por exemplo, estas são consideradas culturas da vergonha, tanto que quando experimentado a sensação da “vergonha, dependendo da intensidade e motivação, ter-se-ia motivos até para o suicídio (hara-kiri), o qual se tratava de uma maneira honrosa de sair de uma vida de vergonha, ou seja, a “vergonha estabelecia limites, tanto que em 28.05.2007, o então O ministro da Agricultura, Florestas e Pesca do Japão, Toshikatsu Matsuoka, envolvido em um escândalo por suposta malversação de fundos públicos, suicidou-se, levando o premier a manifestar publicamente que estava "comovido e muito envergonhado".

Convicto sou de que o tais atitudes são o extremo do inimaginável para nossa cultura e momento da civilização. Entretanto, aí me surge a pergunta: Somente ter vergonha e dizer que a tem, suficiente é para resolver??????

A resposta me vem na intensidade de uma pisada de elefante – NÃO DEFINITIVAMENTE NÃO. Posto que somente a “vergonhasem atitudes é o mesmo que um risco na água, onde ambos não produzem resultados, portanto senhor Vereador, honre o posto que ocupa não tenha vergonha, não se esqueça que a honra é a opinião que os outros têm sobre o valor pessoal, e a ausência de honra é a vergonha.

Considerando que a honra tem um caráter puramente ativo, inerente ao “EU”, e está fundada em ações próprias, e não em ações de outros ou em fatos exteriores; é, portanto, parte daquilo que depende de vós.

Senhor vereador!!!! a honra do cargo é a opinião geral que pesa sobre aquele que deve cumprir estritamente as obrigações, exigindo do ocupante integral respeito à causa realizado através do rígido cumprimento de seus deveres e também pelo fato de nunca deixar impune nenhum ataque contra o posto, enquanto funcionário; em outras palavras, não permita que se diga que Vossa Excelência não cumpre os deveres de seu cargo ou que seu exercício não tem qualquer utilidade para o município e seus munícipes.

A situação que a população e a cidade se encontram, perfeitamente amoldam-se no quadro narrado em Salmos Capítulo 35, versículo 26, qual seja “humilhados e frustrados, posto há uns se divertindo à custa do sofrimento coletivo, chegando a hora destes se cobrirem de vergonha e desonra, posto que que se acham superiores”.

Portanto, nobre Vereador, somente com o efetivo exercício dos poderes e deveres do cargo em prol da população, é que terão os Senhores honra, glória e respeito. Enquanto isto não ocorrer, vão passar vergonha.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h10
[] [envie esta mensagem] []



Reunião da Câmara Municipal

Vereador do PROS pode ser a decisão para trancar a pauta da Câmara de Poxoréu

Walteyr Rodrigues

O plenário da Câmara Municipal de Poxoréu desta segunda feira (15/09) foi um tanto quanto surpreendente aos que estavam presentes bem como aos ouvintes da Rádio Sul Matogrossensse AM (850krtz), e se entenderá o porque.

O vereador Onofre Borges (PROS), que AINDA faz parte da base aliada da prefeita Jane Sanches, parece que começou a entender o recado que seu amigo de oposição Jucélio de Oliveira (DEM) vem dizendo na tribuna daquela casa de Lei.

Jucélio foi o único vereador reeleito na última eleição municipal em 2012. Seus colegas não obtiveram êxito porque também vivenciaram uma situação parecida como que se encontra agora, uma administração parada, e que não ouve vereadores.

Onofre duramente criticou a situação que administração vem adotando frente aos problemas da cidade, e chamou os onze vereadores para irem até a prefeita em busca de respostas.

Seu discurso começou a mudar, e espantou até quem estava presente porque o vereador defendia as ações da prefeitura Jane por fazer parte da base da prefeita.

Talvez ele tenha começado a adotar esta postura porque seu bairro Irantinópolis, maior colégio eleitoral da cidade, está um tanto quanto revoltado com o abandono em que se encontra e com as promessas que a atual gestão prometera em campanha eleitoral e até agora não cumpriu.

Onofre pode ser a peça chave para que os vereadores tranquem a pauta daquela casa em busca de atenção por parte da prefeita.

Aguinaldo Santos (PMDB) e Jucélio de Oliveira (DEM) fizeram o convite na tribuna ao vereador do PROS, alegando ter 5 vereadores e faltando assim somente mais 1 para que este projeto vire realidade, uma vez que aquela casa conta com 11 vereadores. Hoje a oposição na câmara de Poxoréu possui 2 vereadores do PR, 1 do PMDB, 1 do DEM e que ainda conta com insatisfação de outro vereador da base, sendo este do PT.

Em período eleitoral não anda fácil puxar votos para governador e deputados com a situação em que a cidade se encontra, e os vereadores estão sentindo isto na “pele”, pois eles estão no dia a dia sendo cobrado pelo povo.

Sobre a seção

Aguinaldo dos Santos (PMDB) disse ter ido a Secretaria de Saúde, e que ainda estão faltando remédio tido como básicos, como os usados para controlar a pressão. Também abordou o fato de que o banco de sangue do município não esta funcionando, e que no sábado um senhor precisava da doação, e não conseguira a tempo, vindo o mesmo a óbito.

O vereador Mineiro (PR) questionou sobre a ambulância do distrito de Jarudore, que se encontrava em uma mecânica quebrada, e que o problema parece ter sido solucionado, porém, a viatura ainda não fora liberada porque a prefeitura não realizou o pagamento do conserto.

O vereador Mauricio (PR) disse que está preocupado, e que ao pedir votos no bairro Irantinópolis encontrou pessoas dizendo que quer que a prefeita venha pedir votos no bairro, que quer conversar com ela. O fato seria o motivo de indignação da população local.

Francisco (PT) e Jucélio (DEM) disseram que em Paraíso do Leste e Jarudore tem uma tragédia anunciada. Que já comunicaram a prefeitura e a Secretaria de Obras para que se instale quebra molas para evitar acidente de trânsito, mas que nada fora feito. Francisco disse que comprará cimento e fará sozinho o quebra molas. Já Jucélio disse que conseguiu 14 mil litros de óleo e 250 mil reais em emendas com seus deputados, porém a prefeita não o atende em nenhuma reivindicação por ele ser de oposição.

Onofre (PROS) disse que também conseguiu 250 mil reais com seu deputado, e que não sabe por que a prefeita não começa obras antes das chuvas.

Iluminação Publica

Aguinaldo dos Santos e Jucélio de Oliveira também foram à rede Cemat se informar sobre possível desligamento da iluminação pública da cidade. Acontece que a operadora de energia é contratada para fornecer a prefeitura de Poxoréu iluminação pública das 18 horas às 5 horas da manhã. Segundo os vereadores a operadora disse que por falta de manutenção da prefeitura municipal, tem postes ficando consumindo energia durante o dia, gerando gastos a operadora.

A iluminação ainda não passou por manutenção pela atual gestão, mas a alta taxa de iluminação pública está sendo cobrada nos talões de energia.

Walteyr Rodrigues é Acadêmico de Direito. E-mail: br.walteyr@hotmail.com .



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h31
[] [envie esta mensagem] []



Falta de iluminação pública

Escuridão na rodovia MT 130, Vila Irantinópolis

 

Debate no Faceboock

- João Eduardo Xavier Pereira: Há mais ou menos 7 meses que a rodovia Mt130 está nessa escuridão, cade a Prefeita? cade os vereadores em especial Fernando Alves de Sousa, que trabalhei pedi vote corri e até agora não vi trabalho de sua pessoa em prol da nossa Sociedade, e olha que a taxa de iluminação publica eh altíssima

- Suzane Santos: É lamentável,espera deitado que ,que sentado cansara,na hora de pedir votos todos promete,na hs que ganha finge que esquece,tdos que entrarem vao so prometer

- Lucas Alves de Melo: Infelizmente nossa Câmara Municipal juntamente com a Prefeitura e simplesmente estruturas de concreto habitada por pessoas de coração frio... Tem como único interesse usufruir das regalias do poder... que está conseguindo destruir uma cidade linda e acabando com a Esperança de Um povo muito bom,mais SUPER equivocados. Está na Hora de agir. OBS: ha poucas exceções.

- Welinton Mendes Locutor:  Essa questão porque nunca irá acontecer, eu acho super errada. Políticos quando eleitos são tidos como pessoas que podem fazer o que quiser com o dinheiro público, mas não é bem assim. Se a população unir e cobrar por melhorias, eles são obrigados a fazer. Porque eles trabalham pra nós, e não devem ser tratados como celebridades. A cobrança não precisa ir nas ruas, aqui mesmo nas redes sociais o movimento pode ter muita força. Eu reparo que a poucas pessoas que cobram aqui no facebook por melhorias em Poxoréu, e quando alguém cobra não tem muita interatividade na postagem cobrando. Muitas vezes um simples curtir pode ajudar a dar força nessas cobranças. Quanto mais gente vê, assim são mais pessoas pressionando o politico trabalhar de verdade.

- Zaca Lopes:  E lamentável ver Pox nessa situaçao...vamos andar a noite vereadores..p/vcs conhecer a cidade..e vr qual o bairro q ñ precisa de iluminaçao publica....e outras mais coisas....precisamos d vcs vamos lá.....

- Carlos Alberto Oliveira:  andei hoje a noite pelo jardim poxoreu;com uma lanterna.....kkkkkkk,rua salvador,rua natal,av.são luiz e outras,além das ruas escuras os buracos que de vez em quando nos fazem perder a passada....e a rua rio de janeiro também ao lado da prefeitura;ou seja,poxoréu mais parece pátio de fazenda abandonada sem comando e sem estrutura;más a maioria quiz assim!!!!!!

- Sebastiao Bastos Neto:  todos político e assim mesmo so ganha com mentira na hora de ganha vai fazer tudo depois nada vou morrer e nao vou ver prefeito em px que presta sao td a mesma laia vamos prefeita votei em vc mostra serviço...

- Walteyr Rodrigues:  Ano de 2012! Em sua campanha a ATUAL prefeita do PSD foi ELEITA com maioria esmagadora de votos.

Durante o período eleitoral ela garantiu que um de seus primeiros atos seria a reforma do Ginásio Cinquentão e o término da Lagoa. Nenhuma destas foi realizado ainda.

A prefeita, em sua entrevista a uma emissora de rádio desta cidade, disse que dentro de 2 semanas a iluminação publica seria resolvida naquele ano (2013). 2 anos e meio estao se completando.

A situação ficou tão critica, que pontes cairam, e ruas se quer foram cascalhadas.

Pra se ter uma ideia, o bairro Irantinopolis 1 e 2 DEPOSITOU nas urnas 80% de votos a atual prefeita. Parece que é pra pagar pecado: É o bairro mais abandonado pela atual gestão.

Na câmara municipal, a maioria dos vereadores compõe o arco de aliança da prefeita, sendo poucos da oposição. Isso dificulta a tomada de decisão ou ação, ja que os mesmos prezam pela parceria a gestão.

Vale lembrar que em 2012 devido as criticas aos vereadores 95% da câmara foi modificada com novos membros, ficando somente 1 vereador do Democratas (DEM) reeleito por Jarudore (distrito).

As criticas a administração do ex-prefeito Ronam, estao sendo superadas pela má qualidade desta gestão.

Para se fazer uma comparação, nas eleições passadas o prefeito conseguia transmitir votos para seu DEPUTADO, GOVERNADOR E SENADORES.

A prefeita não consegue transmitir, e ainda não participou de nenhuma grande reunião para estas eleições.

Remédios vencem, fornecedores sem pagamentos, ruas sujas, escuras e nenhuma obra asfáltica realizada.

O povo quer explicações, mas ninguém aparece para dar as devidas.

Enquanto isso, todos sofrem.

2016 já esteve longe, e pelo jeito vai reformar geral a administração se continuar desse jeito

- Wesley Sandro: Trabalhar pra q? Eles já conseguiram o q queria, vcs q se dane. A daqui dois anos e vai bater na sua porta novamente pediu humildemente seu voto.

Parabéns pra eles q como sempre são ótimos atores

- Odair Nascimento Costa: o que mais me doí em tudo, é que por mais que de tudo que está acontecendo, a sociedade aceita, só ficam falando um para os outros por onde passo só vejo reclamações e nada fazem, não tem coragem de fazer nada e prol a isso, esperava que a sociedade se revoltasse com passeatas, abaixo assinado etc... de modos que chamam atenção da mídia, do ministério público e da população inteira, fiscalizando esses vereadores e questionando na própria câmara o porque que ficam de braços cruzados olhando nossa amada cidade entrando em ruínas. pessoal elegemos vereadores para nos representar, se isso não tá acontecendo vamos nos unir e fazer algo a população mesmo, vamos achar meios de acabar com essas mordomia da atual prefeita e seus representantes... deixo aqui minha opinião e conta comigo se precisarem.

- Adriano Maia: O legislativo precisa agir, a apatia dos que ocupam a câmara é surpreendente. Só questionar em tribuna e nas esquinas de nada vale. A população clama por ações eficientes, e os vereadores o q fazem???!!!!!!

- Wagner Paz: PARA QUE LEGISLA? SE A SOCIEDADE QUE DEVERIA IR ÀS RUAS PARA LUTAR, SE QUER VÃO AS URNAS PARA VOTAR, VAI SER SEMPRE ASSIM SÓ VAI MUDAR O DIA QUE O ELEITOR NÃO FOR MAIS AS URNAS.

- Batistão Barbosa:  Agora tá explicada a vergonha do vereador Onofre, ao falar na tribuna da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (ver matéria abaixo).



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h36
[] [envie esta mensagem] []



Vergonha

Passando vergonha

Na sessão legislativa desta segunda-feira, dia 15, o vereador presidente Onofre Alves Borges (PP) reclamou de diversas omissões da secretaria de obras, entre as quais a ausência de manutenção de estradas, destacando a falta de conservação da Estrada da Painha, além da falta de iluminação pública, chamando a atenção para a escuridão na Vila Irantinópolis.

Da tribula o presidente Onofre falou que está passando vergonha por ser vereador. “Estou passando vergonha... Os vereadores têm de reunir diretamente com a prefeita Jane, pois não adianta reclamar com o secretário Zé Violão que somente faz promessa e não cumpre. Ele promete e não cumpre. Temos que ser um promotor do município para obrigar a prefeitura fazer as coisas que o povo precisa”, desabafou.

O vereador Francisco de Barros (PT) concordou com as palavras do presidente, disse que o problema da escuridão também ocorre no distrito de Paraíso do Leste e que está cansado de cobrar a construção de quebra molas na rua principal daquele distrito. “Se a secretaria de obras não tomar providências nós vamos vou comprar cimento e fazer o quebra mola para evitar acidentes no local”, afirmou.

(Batistão, ouvindo a RSM)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h55
[] [envie esta mensagem] []



Manifesto

ACORDA POXORÉU

Juscilene Vieira de Souza (Cila) – advogada

No último sábado, 06.09.2014, por volta das 19horas, a minha família foi novamente vítima de assalto em Poxoréu-MT. Três homens fortemente armados invadiram a casa dos meus pais, rendendo os mesmos e o meu irmão Bai. Meu pai, com 75 anos e a minha mãe, com 70, bem como Bai passaram momentos de medo e terror, e ainda nem cicatrizaram as feridas do primeiro evento, quando o Jesualdo (Negão) foi assassinado. A essa altura da vida, quando o Estado deveria lhes oferecer uma velhice com dignidade, tiveram que passar novamente por mais esse trauma.

Graças a Deus e à Nossa Senhora, dessa vez o desfecho foi diferente e não aconteceu o pior. Tivemos que nos apegar mesmo à fé e à proteção divina, pois no momento dos fatos ligamos para o posto policial e ninguém atendeu e a polícia chegou quase uma hora depois que os ladrões já tinham ido embora.

Com muita frequência assistimos e ouvimos na imprensa notícias de violência em Poxoréu, e agora virou estatística; para quem ainda não tem conhecimento a revista Exame, da editora Abril, no mês de julho/2014 realizou pesquisa elencando as cinco cidades mais violentas de cada Estado, e em Mato Grosso, Poxoréu ocupou a SEGUNDA colocação, perdendo apenas para a cidade de Paranaíta, vale à pena conferir, http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/as-cidades-mais-violentas-de-cada-estado-brasileiro?p=12.

Passado o susto e refletindo sobre o ocorrido, a conclusão é apenas uma: Poxoréu está completamente desassistida de segurança pública, e cada um está relegado à sua própria sorte.

Reunimos um grupo de amigos e familiares neste final de semana e decidimos que ações urgentes necessitam ser tomadas, não podemos assistir a nossa cidade entrar em declínio de braços cruzados.

Já vimos vários bancos fecharem em Poxoréu, e o único que ainda ficou, Banco do Brasil, certamente também não demorará a fechar suas portas em Poxoréu, após inúmeros assaltos e explosões de caixas-eletrônicos, com certeza está tendo muito mais prejuízo do que lucro; vimos o Cartório Eleitoral migrar para outra Zona, estamos aguardando apenas o momento em que a Comarca será rebaixada para primeira entrância, pois na prática isso já aconteceu; Poxoréu hoje não tem delegado e nem Promotor de Justiça que residem na Comarca; dentre outras inúmeras situações que revelam a manifesta decadência da cidade.

De uns 10 anos para cá a má gestão administrativa fez com que o abandono imperasse na nossa cidade, trazendo, como consequência retrocesso econômico e social.

Estamos assistindo passivamente obras permanecerem inacabadas por vários anos, como a nossa querida Lagoa e a Delegacia de Polícia, outras, como o ginásio de esportes “Cinquentão” praticamente abandonado, por falta de manutenção.

O que mais é preciso acontecer (ou não acontecer) para acordarmos e recobrar a nossa capacidade de nos indignar diante desta manifesta falta de respeito para com a história de Poxoréu?

As únicas coisas que têm crescido em Poxoréu ultimamente são a violência, drogas, prostituição e falta de comprometimento dos administradores.

Poxoréu, que já foi uma das principais cidades a contribuir para a economia e História de Mato Grosso, hoje é motivo de chacota em virtude do flagrante declínio.

Não podemos perder a nossa capacidade de indignação com tudo isso! A cidade é nossa, a história é nossa e não podemos simplesmente assistir a destruição de um patrimônio que levou anos para ser construído.

Por isso estamos criando um movimento organizado, denominado “ACORDA POXORÉU” , sem fins políticos, integrado por filhos e amigos de Poxoréu, insatisfeitos e revoltados com essa situação, para elaborarmos uma pauta de reinvindicações e movimentos.

Estamos organizando um grande manifesto para o aniversário de Poxoréu em outubro e contamos com o apoio dos filhos e amigos de Poxoréu, afinal, os interessados em se juntar ao movimento encaminhem e-mail para acordapoxoreu@gmail.com, para receber as novidades e encaminhar sugestões.

Precisamos usar a força que temos, pois como já dizia Ulisses Guimarães, “a única coisa que mete medo em político é o povo na rua.”



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 19h45
[] [envie esta mensagem] []



TSE decide

Riva é Ficha Suja

Em sessão realizada no final da noite desta quinta-feira, dia 11 de setembro, em Brasília, por unanimidade (7x0), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), rejeitou o recurso do deputado José Riva e manteve a decisão do Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) que negou o registro da candidatura de José Geraldo Riva (PSD) ao governo de Mato Grosso, baseado na Lei da Ficha Limpa.

Segundo o ministro relator João Noronha, quatro decisões do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso condenaram o deputado Riva pela prática de atos dolosos de improbidade administrativa que causaram lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito em face de desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, inclusive em benefício de empresas fantasmas e cheques sacados na boca de caixa.

Em Poxoréu, a turma do ilusionista acreditava que apesar de condenado pelo TJMT por desviar mais de 4 milhões de reais e responder a mais de 100 processos por corrupção na Assembleia Legislativa, o “Mestre Riva” poderia tranquilamente driblar os Tribunais e ser o futuro governador de Mato Grosso.

Esqueceram-se de combinar com a Justiça.

Portanto, segundo o Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso e agora o Tribunal Superior Eleitoral “Riva é Ficha Suja” e está inelegível e não pode ser candidato a nada nestas eleições.

Como é cara de pau, no sentido político, Riva vai dizer que é perseguição política e pode renunciar a candidatura até o dia 15 de outubro, a fim de possibilitar a sua substituição pela esposa Janete Riva, que também tem passagens pela justiça, ou pode insistir na candidatura para eleger sua filha deputada estadual.

 (Batistão)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 00h41
[] [envie esta mensagem] []



Câmara Municipa

Diretor do Poxoréu Previ é sabatinado na Câmara de Vereadores de Poxoréu

Site Alô Primavera

A sessão ordinária da Câmara Municipal de Poxoréu, realizada na noite da última segunda-feira (08), teve como foco principal, a sabatina feita ao diretor executivo do Poxoréu Previ, Rony Ribeiro Rocha. Ele aproveitou esclarecer dúvidas quanto ao parcelamento da dívida do Executivo e outros assuntos polêmicos relacionados a Saúde do município.

Com casa lotada, Rony começou dizendo sobre o novo parcelamento feito pelo município, votado e aprovado pelos vereadores na semana passada.

Atualmente a Prefeitura Municipal deve ao Poxoréu Previ quase R$ 1 milhão em encargos patronais, acumulado desde setembro de 2013 a julho de 2014. A prefeita Jane Maria Sanches (PSD) tentou articular o parcelamento em 60 meses, mas após várias discussões na Casa de Leis, ficou acordado que esse valor seria pago em 27 meses, ou seja, enquanto durasse o mandato da gestora.

Rony foi questionado pelo vereador Fernando Alves, popular Fernandinho (PSD), do porque que o gestor deixou a dívida acumular sem cobrar judicialmente, pedindo a suspensão imediata e bloqueio de contas do município.

Eu não pedi porque em 2012, quando aconteceu de a prefeitura também ficar inadimplente, eu tentei mas o juiz na época não acatou o pedido”, tentou explicar Rony.

A fala do gestor foi logo retrucada pelo parlamentar. “Mas o magistrado mudou, a Câmara mudou, mas sua vontade de pedir o bloqueio, não”, disparou Fernandinho.

Já o vereador Aguinaldo Santos (PMDB), usou sua fala para pedir explicações quanto a Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com o parlamentar Rony tem mandado e desmandado nas ações da Pasta.

O diretor executivo do Poxoréu Previ deixou claro que não é secretário, mas sim um voluntário que tem ajudado a prefeita Jane na área da Saúde.

Quem responde pela saúde é a Laura Queli, eu só estou ajudando em algumas coisas que a prefeita me pede, porque optei em não acumular mais cargos. Mas pude constatar que dentro de 40 dias que fiquei auxiliando, muita coisa mudou”, ressaltou Rony alegando que não fica à frente do Poxoréu Previ até dezembro de 2016.

TCE

Rony também foi questionado quanto ao não cumprimento da lei, em mandar mensalmente as contas da instituição a remessa aplic do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

A pessoa responsável por isso foi substituída e logo estaremos mandando todas as informações ao TCE. Eu serei multado por esse atraso”, esclareceu.

Fonte: http://aloprimavera.com/



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h08
[] [envie esta mensagem] []



Trombone

Vereadores querem saber: onde estão os mais de R$ 18 milhões arrecadados?

Jornal de Primavera

O que você faria com R$ 18 milhões de reais? Esta é a pergunta que alguns vereadores de Poxoréu estão fazendo à prefeita Jane Maria Sanches (PSD), que de janeiro até agosto deste ano  [correto: arrecadação de 8 meses, janeiro a julho de 2014], viu adentrar aos cofres públicos um pouco mais do que esta quantia proveniente de arrecadações de tributos municipais, estaduais e federal. Os valores são revelados pelo vereador Aguinaldo, do PMDB. Segundo informou à reportagem, o menor valor arrecadado em um mês foi julho (R$ 2,5 milhões).

“Moço, a arrecadação na gestão anterior não ultrapassava os R$ 2 milhões por mês e tínhamos obras. Agora, com esta administração e todo este montante já faz dois anos que sequer um tapa buracos é feito nos bairros”, afirmou o vereador. Em folha de pagamento são gastos em torno de R$ 1,1 milhão. Já em combustível os gastos chegam a R$ 200 mil mensais. “Onde vai tanto combustível, se não tem estrada sendo feita”, comenta Aguinaldo

Ele também foi um dos responsáveis que convocaram o diretor do Instituto de Previdência do município, Rony Ribeiro Rocha, que precisou dar explicações aos vereadores durante a sessão da câmara, realizada na segunda-feira, 08. O Instituto também possui dívida milionária.

Segundo o vereador, já nesta semana eles pretendem entregar um documento ao Ministério Público, solicitando investigações sobre o que está realmente acontecendo na administração interna do município.

Matéria completa na edição impressa, de número 190 do Jornal de Primavera.

Fonte: http://jornaldeprimaveradoleste.com.br/



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h35
[] [envie esta mensagem] []



Remédios no lixo

EXPLICAÇÕES QUE NÃO EXPLICAM, COMPLICAM.

Ruy Nogueira Barbosa

A repercussão da matéria publicada neste Blog, relativo aos remédios lançados ao lixo, perturbara a Administração municipal ao ponto de trazer manifestação digna de uma pequena e rápida análise, senão vejamos:

Quem viera a público dar respostas e explicar aquele ato, desta feita ao Site AGORA MT, fora o “presidente do Poxoréu Previ (Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Poxoréu), Roni Ribeiro Rocha (PTB), que atualmente comanda de maneira informal a Secretaria de Saúde (uma vez que segundo ele, não foi nomeado, mas auxilia a prefeita Jane Maria Sanches Lopes – PSD)”. - (SIC. Grifos e destaques meus).

Deste tópico, nos precisos termos da resposta dada pelo Sr. RONI RIBEIRO ROCH, depreende-se que a Secretaria de Saúde do Município, não possui Secretário. ISTO É FATO.

Em assim sendo e estando, questiona-se:

A coligação que elegera a direção maior do poder executivo municipal não possui quadros capacitados para empossar na secretaria de saúde????

Na administração do Estado (União, Estado e Município), não é permitido INFORMALIDADE, pois, inexiste dispositivo legal que assim o permita, e caso realmente assim esteja acontecendo, impõe-se avisar que a atividade informal surge como um universo paralelo das formas legais das atuações típicas de Estado, são as irmãs gêmeas imperfeitas e casualmente light, inegavelmente ILEGAIS.

Ainda que os lotes descartados sejam de “AMOSTRAS GRÁTIS”, PERMITIR vencimento sem a distribuição a tempo àqueles que necessitam, se trata de ato odioso digno da abertura de competente inquérito civil e criminal por parte do Ministério Público, para se apura as responsabilidades.

Ainda que os remédios tenham sido “DOADOS por outros municípios já quase vencidos e alojados em local impróprio” (SIC – Grifos e destaques meus), me faz pensar:

1)   Se já estavam “quase vencidos” não foi “DOAÇÃO” fora DESCARTE, ou seja, Poxoréu está se transformando em ATERRO SANITÁRIO para remédios vencidos dos municípios que fizeram a “doação”.

2)   Se foram os remédios “ganhos” no mínimo, deveria existir um controle de entrada, contendo:

ü  Quem fizera a “doação”???

ü  Quais os medicamentos “doados” com seus respectivos lotes e quantificações,

ü  Nominar Município doador, qual deve ter em seus arquivos os documentos de baixa da medicação “doada”

3)   Se foram armazenados em local impróprio, questiona-se: o município não possui local adequado para armazenar os medicamentos????

4)   Quem armazenara os remédios “ganhos” em “local impróprio” sabia que naquele local os medicamentos poderiam estragar????

5)   E o Secretário de Saúde do Município, ainda que colaborador informal, responde ou não pelo armazenamento dos medicamentos??????

6)   Será que o município não possui nenhum profissional que possa orientar e até responder pela Secretaria de Saúde?????

Administração maior do Município de Poxoréu, apenas e tão somente asseverar que os medicamentos oriundos são de “doação”, é muito pouco, é pobre, e afirmação recheada de inverdades, maquiada com a carapuça do pouco caso, ou melhor, DESCASO para com aqueles que mais necessitam.

Não se esqueçam que ainda que os medicamentos oriundos fossem de doações de outros municípios, estes adquiridos foram com DINHEIRO PÚBLICO, logo, tanto o município doador como este que deixou os medicamentos vencerem sem distribuí-los, devem responder, posto que o dinheiro é PÚBLICO.

Em outros tempos, quando Poxoréu tinha vereadores atuantes, uma CPI – Comissão Parlamentar de Inquérito era a resposta mínima para o descaso com que é gerida a saúde pública municipal.

Com a inoperância ou subserviência da Câmara Municipal, resta ao Ministério Público o dever institucional de averiguar e buscar a verdade real, para proceder como determina a Lei, pois, não deverá ter o remédio para amenizar a dor. DOA A QUEM DOER.

Ruy Nogueira Barbosa – Cidadão, eleitor e contribuinte.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h03
[] [envie esta mensagem] []



Campanha 2014??

Prefeitura vai gastar 482 mil com serviços gráficos

Em março passado a Prefeitura Municipal de Poxoréu divulgou a contratação de empresa de serviços gráficos para atender a administração municipal, na quantia de 482 mil reais. Para ser ter uma ideia do excesso do custo, Prefeitura de Cuiabá, a maior cidade de Mato Grosso, com população 30 vezes maior que a de Poxoréu, no ano de 2013 gastou 670 mil reais com serviços gráficos. É certo que o interventor local tem a mania de grandeza e  de ser gastador, principalmente quando público é o recurso. Porém, algo está errada quando se compara os gastos com serviços gráficos da Capital do Estado e os gastos pretendidos prefeitura de Poxoréu. Seria essa a forma de administrar do PSD com duvidosos gastos com serviços gráficos? Em benefício de quem? Campanha política de 2014?



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h00
[] [envie esta mensagem] []



SOS Saúde

Prefeitura de Poxoréu gasta mais de R$ 280 mil e deixa vencer lote de remédios

Site AgoraMT
Por Wlly Garcês

Medicamentos vencidos - Foto: Blog Pox

Medicamentos vencidos – Foto: Blog Pox

Dezenas de caixas de medicamentos foram descartadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Poxoréu, após serem encontradas vencidas, guardadas no interior da farmácia de distribuição. Os remédios são os mesmos que constantemente estão em falta nos postos de saúde do município, o que pode atrapalhar no tratamento dos pacientes locais.

Comprimidos como Amoxilina, Dipirona, Propanolol, Capitopril entre outros estavam em um cômodo da Secretaria de Saúde que é anexa ao Posto de Saúde João Andrade Figueiredo.

A moradora Lucimar Ferreira Afonso, sofre de hipertensão, tireoide, diabete e colesterol. Ela conta que por diversas vezes já teve dificuldade de adquirir seus remédios pelo serviço público municipal e que da última vez, percebeu que a data de validade era bem próxima.

“Várias vezes tive problema em pegar meu remédio. Uma vez tive que ir no Fórum e a justiça obrigou o município a comprar particular para mim e da última eu percebi que o medicamento estava quase vencido”, destacou a moradora local.

TCE

De acordo com dados encontrados no Site do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em um único mês (janeiro de 2014), a Prefeitura Municipal de Poxoréu gastou cerca de R$ 288 mil em medicamentos e mais de 40 mil em material de procedimento. Esses dados estão disponíveis para qualquer contribuinte que queira ter acesso através do Sistema de Auditoria Pública Informatizada de Contas, o (Aplic). A reportagem não teve acesso ao demais meses, porque o município ainda não entregou os relatórios ao órgão.

Remédios não aparentam ser amostra grátis - Foto: Blog Pox

Remédios não aparentam ser amostra grátis – Foto: Blog Pox

OUTRO LADO

Em entrevista ao Site AGORA MT, o presidente do Poxoréu Previ (Fundo Municipal de Previdência Social dos Servidores de Poxoréu), Roni Ribeiro Rocha (PTB), que atualmente comanda de maneira informal a Secretaria de Saúde (uma vez que segundo ele, não foi nomeado, mas auxilia a prefeita Jane Maria Sanches Lopes – PSD), deu outra versão sobre o assunto.

Roni confirmou o descarte de alguns lotes de medicamentos, mas negou que tenha sido comprados pelo município, ele diz ser amostras grátis.

“Esses remédios não foram adquiridos pela Prefeitura, foram doados por outros municípios já quase vencidos e alojados em local impróprio”, comentou Roni ainda acrescentando que o assunto foi repercutido de modo errado pela oposição.

Contudo, o gestor afirmou que muitos estavam vencidos desde 2010, 2011, 2012, e 2013, mas que a situação já foi controlada e que já foi dada destinação correta dos medicamentos.

 

“Chegou uma remessa nova de remédios, fora isso, os exames laboratoriais e atendimento no Pronto Atendimento do Hospital João Batista já foi normalizado”, amenizou.

Fonte: www.agoramt.com.br



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h42
[] [envie esta mensagem] []



Poluição sonora

Uma pacata cidade, um barulho infernal e as consequências.

 John Elton Elias Vieira

Poxoréu 20 horas, passando pela Avenida Brigadeiro Eduardo Gomes na altura de um posto de combustíveis no cruzamento com a MT 130, você começa a ouvir um som tipo mantra que é mais ou menos assim: Tum dum! dum! dum! dum! dum! dum!... Agora se for aos finais de semana você multiplica esse som por até 10 horas seguidas. Não há quem consiga dormir com esta poluição sonora, com estas parafernálias automotivas em guerra pra ver quem é mais potente. Nunca vi tanta baderna na pacata Poxoréu (cidade onde nasci e resido há mais de 30 anos), nunca se viu tanta poluição sonora, e a policia nada faz, pois o contingente é de apenas 02 (dois) policiais, a promotoria parece inerte aos acontecimentos, a prefeitura e os vereadores, esses prefiro não comentar, pois parecem não residir neste município.  A população da cidade clama por um basta, um STOP nesta falta de educação ou neste crime! Quando digo crime, faço saber que, a Lei de contravenções Penais no seu Artigo nº42 assim versa:

Art. 42. Perturbar alguém o trabalho ou o sossego alheios:

        I – com gritaria ou algazarra;

        II – exercendo profissão incômoda ou ruidosa, em desacordo com as prescrições legais;

        III – abusando de instrumentos sonoros ou sinais acústicos;

        IV – provocando ou não procurando impedir barulho produzido por animal de que tem a guarda:

        Pena – prisão simples, de quinze dias a três meses, ou multa, de duzentos mil réis a dois contos de réis.”

Incorre também em crime de transito conforme preceitua o artigo 1º:

Art. 1º. “A utilização, em veículos de qualquer espécie, de equipamento que produza som só será permitida, nas vias terrestres abertas à circulação, em nível de pressão sonora não superior a 80 decibéis...”

 E 5º da resolução do 204/206 do Contran,

Art 5º.  “A inobservância do disposto nesta Resolução constitui infração de trânsito prevista no artigo 228 do CTB.”

Com sua penalidade devidamente observada no artigo 228 do CTB

Art. 228. Usar no veículo equipamento com som em volume ou freqüência que não sejam autorizados pelo CONTRAN:

Infração - grave;

Penalidade - multa;

Medida administrativa - retenção do veículo para regularização”.

Além de crime Penal e Infração de Trânsito o som alto faz mal a saúde humana, pois a exposição a altos decibéis, por longos períodos faz com que o individuo perca sua capacidade auditiva conforme noticiam vários sites especializados em saúde. “A orelha humana suporta, no máximo, a intensidade de 85 decibéis. Todo som acima disso é passível de lesão”, ressalta a Dra. Hilka. Ela informa ainda que, em casos extremos, essa exposição pode chegar a causar surdez.

Não é justo ter que conviver com estas situações que a cada dia se tornam mais lesivas ao meu direito de descanso. Antes eram a sujeira de restos de consumo de drogas licitas deixadas às margens da Rodovia MT 130 na altura de um comércio da cidade, agora até as árvores que estão plantadas nas margens da referida rodovia no perímetro urbano foram alvo de vândalos, várias tiveram seus galhos cortados na comemoração da vitória do Brasil sobre a seleção colombiana, por consequência da Copa do Mundo. Então se o Brasil fosse o campeão as pessoas de bem teriam que praticar o “Fugere Urbem” para poder estar em segurança e/ou conseguirem dormir? Com a palavra as Autoridades ou a Sociedade.  

_______________________________

John Elton Elias Vieira - Acadêmico do 6º Semestre de Direito pela Universidade Anhanguera de Rondonópolis – MT – E-mail:  j.eltonpox@gmail.com .



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h07
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
    Outros sites
    BLOG POXORÉU Nov/2010 a Ago/2012
    BLOG POXORÉU Fev/2005 a Out/2010
    TCE PRESTAÇÃO de CONTAS Poxoréu
    Blog Centro Juvenil
    Blog da UPE
    Aulas Grátis
    Aulas Grátis II
    Cursos Grátis
    BlogPox no Facebook
    Vídeo Aurélio Miranda
    Previsão do Tempo - Poxoréu
    Vídeos dos Encontros de Violeiros Poxoréu