TV Record

Piscicultura em Poxoréu

Piscicultura em áreas degradadas no município de Poxoréu

Clique aqui para assistir a reportagem da TV Record.

Ou clique no link:

https://www.youtube.com/watch?v=A1LvwAvpoXc



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 13h18
[] [envie esta mensagem] []



Pista para romaria

Romaria Bom Jesus do Coité

Murilo de Sousa

Todo ano​ ​é realizada a tradicional Romaria de “Bom Jesus”.

O percurso é entre o município de Poxoréu e o distrito de Alto Coité.

Os devotos realizam uma caminhada de 14 quilômetros durante a madrugada de 06 de agosto, dia do Senhor Bom Jesus, pela Rodovia MT-130, que hoje se encontra sob a responsabilidade da Concessionária MORRO DA MESA.

Essa empresa assinou um contrato com o Governo do Estado de Mato Grosso em 15 de julho de 2011 para fazer a recuperação e a conservação da rodovia por 28 anos e, de acordo com um levantamento realizado pela própria Concessionária, o trecho entre Rondonópolis e Primavera do Leste, passando pela cidade de Poxoréu, recebeu R$ 110 milhões em investimentos nos últimos três anos.

Recordo-me que desde 2013, a pedido do Pe. Guilherme Morales da Paróquia São João Batista, a concessionária garante a segurança dos romeiros, onde uma equipe sinaliza e orienta os romeiros e motoristas.

Porém, vamos analisar alguns pontos cruciais antes de concluirmos essa matéria:

1º - Essa rodovia é considerada uma das principais rotas para escoamento da safra da Região Sul, ou seja, o MOVIMENTO DE CARRETAS É CONSTANTE, não importa o horário. E mesmo existindo um radar no trajeto feito pelos romeiros, esses veículos gigantescos trafegam a uma velocidade que causa arrepio e medo.

2º - Estamos no ano de 2015, o contrato foi assinado em 2011, teremos vários anos pela frente, com a Rodovia sob a responsabilidade da Morro da Mesa.

3º - Nos últimos 3 anos foram investidos R$ 110 milhões em um percurso de 122 KM.

Daí, eu me pergunto:

QUANTO CUSTARIA PARA CONSTRUIR UMA PEQUENA PISTA PARA PEDESTRES, À MARGEM DA RODOVIA, NO PERCURSO DE 14 KM, DE POXORÉU ao DISTRITO DE ALTO COITÉ?

Levando em consideração que, os Romeiros continuarão fazendo essa Procissão ao longo dos anos (Procissão essa criada na década de 30 e trazida para cá pelo povo baiano) e também o fato de que a Concessionária continuará responsável pela Rodovia, até 2039, acredito que seria uma ótima INICIATIVA a construção de uma pista como essa, que propiciaria segurança e tranquilidade para os Romeiros.

Posso até ser criticado por uns, questionado por outros, por ser um evento que acontece apenas 1 VEZ POR ANO, para ser ter um investimento como esse, porém seria um ATO HONROSO por parte dessa Empresa que tem como MISSÃO:

- “Proporcionar QUALIDADE da infraestrutura e dos serviços oferecidos aos USUÁRIOS ao longo da rodovia concedida, contribuindo para o desenvolvimento socioambiental das COMUNIDADES limítrofes.”

Por isso, peço encarecidamente, o apoio  aos leitores, autoridades, que ajude a fortalecer essa IDEIA, que façamos disso uma CAMPANHA, pedindo para que a Concessionária Morro da Mesa solidarize para com os Romeiros e faça uma via à margem da Rodovia MT 130, para que possamos ir e vir com mais segurança.

Ainda estamos em MAIO, a Procissão será em AGOSTO, temos muito tempo pela frente e desde já, eu MURILO DE SOUSA, me disponibilizo, de maneira VOLUNTÁRIA, a ajudar. Sou um “ILETRADO” no assunto “Construção”, porém sou neto de GARIMPEIRO, acredito que posso contribuir.

Caso a Pista seja construída, estarei lá, em Agosto, na Procissão, junto com os Romeiros com muito ORGULHO de ter uma EMPRESA como essa em minha cidade, que respeita e incentiva a TRADIÇÃO.

#SolidarizeMORRODAMESA

murilo.de.sousa.pereira@gmail.com



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h27
[] [envie esta mensagem] []



DESADMINISTRAÇÃO

DESCASO, POUCO CASO, DESPREZO

Ruy Nogueira Barbosa

Li com bastante atenção a matéria redigida pela Dra. JUSCINETE SOUZA REIS, intitulada “FALTA DIÁLOGO”, onde visualizei na estrutura do texto três estruturas de justificativas apresentadas pelo staff da DESADMINISTRAÇÃO municipal de Poxoréu, vejamos.

Responsabilização dos Diretores pela Paralisação -> Politicamente, de modo a eximir-se da culpa, necessariamente tem-se que achar o “culpado”, e, neste caso, elegeram-se os DIRETORES DAS ESCOLAS.

Não se pode perder de vista que o fato principal, não é a PARALISAÇÃO, mas o não recebimento de salários por longo período, o movimento que reivindica o adimplemento municipal, é apenas e tão somente a mais que legítima externação de indignação.

A Sra. JANE fora pega de surpresa -> Caso realmente sua excelência tenha se “surpreendido” a mesma acaba de assinar não só seu ATESTADO DE INCOMPETÊNCIA, mas o ATESTADO DE QUE NÃO ADMINISTRA, pois, não SABE DE NADA, NÃO SABE O QUE ESTÁ ACONTECENDO.

Sra. JANE MARIA SANCHES, caso vossa excelência ainda não saiba, ante sua tamanha falta de intimidade com a coisa pública, lhes informo que os professores trabalham, e quem trabalha tem o DIREITO DE SER REMUNERADO, e aquele que toma o serviço, tem a OBRIGAÇÃO DE PAGAR.

Como a Senhora ignora o DIREITO dos trabalhadores, aproveito a oportunidade, sem lhe cobrar por este assessoramento, que comprovada simplesmente a mora contumaz dos salários, a indenização por danos morais é devida, pois o atraso reiterado de salário afronta o princípio da dignidade da pessoa humana do trabalhador, sobretudo pela sua natureza alimentar, e o não pagamento no prazo legal acarreta inúmeros e sérios transtornos, afetando a dignidade do empregado e o seu patrimônio pessoal. A propósito, quem responde é o EMPREGADOR, neste caso o município, entretanto, perfeitamente possível é a ação regressiva deste sobre o gestor, a saber: A SENHORA.

Paralisação – Cunho Político -> Concordo em gênero, número e grau com esta interpretação, haja vista que a política de quem trabalha é obter a sobrevivência digna, honrada e honesta, e tal postura, é decisão política.

Já priorizar o supérfluo em detrimento ao imprescindível, é política de irresponsável, inconseqüente, perfeita e amplamente condenável.

Tentar partidarizar sua inadimplência é no mínimo, querer colocar chapéu de otário na população, como se já não bastasse o estelionato eleitoral que a senhora e seus asseclas passaram na população, prometendo o que sabidamente não era possível, veja as ruas da cidade, em literal abandono, os postos de saúde, não disponibilizam os remédios a quem está cadastrado, e nem a quem emergencialmente necessita, os investimentos na cidade inexistem, em assim sendo, vejo que AS PARALISAÇÕES SÃO MANIFESTAÇÕES DE POLITICA DE SOBREVIVÊNCIA.

Falta de Diálogo -> É surreal e impossível a pretensão dos vereadores e da população querer dialogar com a Senhora. Haja vista que a Senhora não administra, não dirige, não coordena, portanto, não tem como dialogar com quem não representa de fato o Executivo municipal.

Do exposto, a senhora prefeita tem com muita competência dado a população e a cidade Poxoréu apenas e tão somente DESCASO, POUCO CASO, e o seu DESPREZO. Portanto, TRABALHE e prove que estou errado.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 21h19
[] [envie esta mensagem] []



Salários dos servidores

FALTA DIÁLOGO

 A requerimento dos vereadores Carlinhos Valim e Agnaldo Santos, o ex-vereador e ex-secretário de educação, professor  Antônio Lélis de Azevedo, membro do Conselho Estadual de Educação,  esteve presente na sessão plenária da Câmara Municipal de Poxoréu, realizada nesta segunda-feira, dia 18/05/2015, para dar esclarecimentos acerca da paralisação dos professores municipais ocorrida no último dia 13.

O professor  Lélis esclareceu que o protesto ocorrido no município não foi idealizado por ele, e sim  por mais de 50 profissionais da área da educação, que cruzaram os braços por falta de uma definição de calendário para pagamento dos profissionais que encontravam com seus vencimentos atrasados. Houve um acordo com o Município e este não cumpriu, afirmou o professor.

 O professor ressaltou a injustiça que a prefeita Jane Lopes vem fazendo com os atuais diretores das escolas municipais, taxados de serem os responsáveis pela paralisação. Lélis afirma que todos os professores que assinaram o manifesto e participaram do protesto são profissionais, na grande maioria pós-graduado, pais de família e responsáveis pelos próprios atos.

Sobre a declaração do secretário de comunicação Reinaldo Sol que a prefeita Jane foi pega de surpresa e que a paralisação tinha cunho político,  Lélis esclareceu que todas as medidas foram tomadas antes da realização do protesto pelo atraso salarial, inclusive o envio de  comunicações ao secretário de administração e educação do município, e ressaltou: o que falta é diálogo por parte da prefeita que não recebe os professores para conversar.

 O professor esclareceu que nas escolas municipais, os professores não tem adversários políticos, porque são servidores concursados do município e não da prefeita e o protesto se deu único e exclusivamente por atraso no pagamento e falta de data base no prazo legal para a prefeitura efetuar o pagamento dos salários dos servidores. Lélis ressaltou a importância dos vereadores realizarem visitas nas escolas, onde a merenda escolar quase não existe. Quando tem é arroz com carne moída, não há variação e muitas vezes os professores tem fazer cotinha para comprar um cheiro verde, um extrato de tomate, etc., porque a prefeitura não fornece.

 Na ação judicial ingressada pelo Município na Comarca de Poxoréu, a Administração afirmou que os professores estariam guerreando e o professor rebateu: “A nossa arma é o giz, lápis, o conhecimento intelectual, tudo usado para melhorar a educação do município de Poxoréu. Há necessidade de um diálogo, principalmente entre a prefeita e seus subordinados. Tomar pé das atitudes realizadas por seus secretariados, evitando assim, falar coisas destoantes do praticado nas secretarias do município”.

(Juscinete Souza Reis)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 23h26
[] [envie esta mensagem] []



Combate a exploração infantil

 EXPLORAÇÃO SEXUAL DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES É CRIME.

DISQUE DENÚNCIA

Telefones: 100 ou (66)3436.1423



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h36
[] [envie esta mensagem] []



SOS Cidade

Raio X do descaso

Juscinete Souza Reis

Representantes do Movimento de Combate à Corrupção em Poxoréu – MCCP, inconformados com as afirmativas publicadas no jornal que circulou no XIII Encontro de Violeiros de Poxoréu, onde a atual Administração enobreceu os trabalhos realizados pela Secretaria de Obras do Município, afirmando que tal Secretaria vem modificando a história da cidade, com asfaltamento de ruas, reformas de praças, iluminação pública, etc.

Pois bem, estivemos hoje nos bairros Santa Terezinha, Alameda Monchão Dourado, João Pessoa, Jardim Poxoréu, Maria Sabina, Irantinópolis, Cohab Xavante, Jardim Tropical e trechos centrais da cidade. O que percebemos foi o total abandono pela Administração Pública. As ruas estão intrafegáveis, como podemos demonstrar nas fotografias, demonstrando total despreparo e incompetência em gerir o município.

Poxoréu hoje inspira mudanças profundas e é importante que a população fique atenta e acompanhe de perto seus representantes, evitando assim, incorrer em erro nas eleições que se aproxima. Sabemos que o voto é uma obrigação, mas é também, um dos maiores exercícios de cidadania do país. É muito comum ouvir dizer que todos os políticos são iguais, porém, a sociedade tem responsabilidade e uma missão importante de colocar na urna não só o voto pessoal, mas a consciência de que ele tem consequências diretas para nossas vidas e no futuro de toda comunidade.

Infelizmente há em todo país políticos corruptos e incompetentes que usam a política em proveito próprio, mas isso não impede que possamos mudar, afastar do meio político, políticos que não tenham ideologia sérias e compromisso com a coletividade. Façamos uma reflexão séria, veja se você foi vítima e assediado por algum candidato, quando, em troca do seu voto, lhe ofereceu combustível, remédios, passagens, material de construção, cesta básica, e, se a resposta foi positiva, é hora de mudar o seu conceito, pois isso traz consequências sérias a toda comunidade. Com tais atitudes, elegendo um mau político, contribuirá com a expansão do câncer da corrupção ao invés de extirpá-lo.

Poxoréu não aguenta mais ser gerido por pessoas descompromissadas com a coisa pública. Se você ama esta cidade, não seja alvo de barganha na próxima eleição.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 13h26
[] [envie esta mensagem] []



SOS Educação

Professores de Poxoréu protestam contra atraso do salário

Nesta quarta-feira, dia 13, os professores da rede municipal de ensino de Poxoréu paralisaram atividades docentes em razão do atraso no pagamento dos salários do mês de abril passado. Os trabalhadores da educação reclamam que a Prefeitura de Poxoréu não cumpre a lei que determina o pagamento até o 10º dia do mês seguinte ao trabalhado e também nãoaplica regularmente o recurso do Fundeb para pagar em dia o salário dos professores. 

Clique aqui para ver a reportagem do site AGORA MT- http://www.agoramt.com.br/2015/05/sem-salario-professores-paralisam-atividades-e-prefeitura-ameaca-cortar-ponto/



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h11
[] [envie esta mensagem] []



Poxoréu News

Poxoréu no foco da notícia!

www.poxoreunews.com.br

Esse foi o principal fator para a criação do mais novo meio de comunicação da cidade, o site de notícias Poxoréu News.

As principais informações do estado, do país e principalmente de Poxoréu e região estarão diariamente no mais novo site informativo da cidade

Sem vínculo político, Poxoréu News tem a missão de fazer a notícia chegar até você.

Poxoréu News! Para você ficar bem informado.

Acesse: www.poxoreunews.com.br .



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h30
[] [envie esta mensagem] []



Feliz Dia das Mães!

Querida mãe

Murilo Rodrigues

Querida mãe Helena Rodrigues, hoje é o seu dia, e esta é mais uma oportunidade para eu reafirmar o grande amor que sinto por ti! Não quero falar de gratidão ou coisas assim, pois a gratidão e o respeito, simplesmente, seriam muito pouco para definir a extensão e a profundidade dos sentimentos que o meu coração almeja...

Não é porque hoje é um dia especialmente marcado no calendário que eu lhe digo isto. É que, de repente, senti uma necessidade profunda de expressar o conforto que sinto ao lembrar-me de você. Mais do que me ter dado à luz, a mãe é a verdadeira luz da minha vida e a única mulher que, definitivamente, saberá - como sempre soube - acolher-me com carinho em qualquer circunstância...

 Saiba que a recíproca é verdadeira e que, enquanto eu viver, o meu coração reservará o seu mais nobre cômodo para guardar as lembranças que tenho da mãe, assim como a minha casa terá sempre espaço para abrigá-la e recebê-la.

Como já disse, não são as convenções marcadas no calendário que me motivam a dizer o quanto a senhora é importante. O que me motiva a expressar este sentimento é a necessidade de tornar mais explícita essa relação de amor profundo, que na verdade, deveria servir de exemplo para todos os que prezam a vida e agradecem a Deus por esta dádiva.

Por tudo isso é que eu gostaria muito, mas muito mesmo, que este dia especial transcorresse da forma mais tranquila e bela possível e que a senhora tenha, realmente, um Feliz Dia das Mães!

Que a mão de Deus a guie e a proteja por muitos e muitos anos minha rainha!

Feliz Dia das Mães para todas as mamães de Poxoréu!



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 12h36
[] [envie esta mensagem] []



Voz do leitor

O Apartheid Poxorense

Andrade

Como sabido o Apartheid foi um sistema de segregação da população negra, que vigorou entre 1948 e 1994, comandado pela minoria branca na África do Sul. A política racista do apartheid, pretendia impedir todo o relacionamento entre os indivíduos de "raças" diferentes e submeter a maioria da população a uma reduzida minoria caucasiana. A expressão apartheid social indica uma situação em que pessoas de diferentes estratos sociais são rejeitadas e discriminadas, não tendo as mesmas oportunidades que as outras pessoas. Assim, alguns grupos sociais são desfavorecidos, não tendo acesso a condições satisfatórias de educação, saneamento básico, saúde, transporte e moradia. Apartação ou apartheid social - é a diferença que os brasileiros ricos e quase ricos começam a assumir em relação aos pobres; é a aceitação da miséria ao lado, com o cuidado de se construir mecanismos de separação.

Por maiores que fossem as decepções e frustrações havidas com os vários governantes de nossa Poxoréu, onde sempre prevaleceu o apartheid social não dando à população acesso as condições satisfatórias de educação, saneamento básico, saúde, trabalho, transporte e moradia, este apartheid tornou-se mais evidente na festa do Encontro de Violeiros de Poxoréu deste ano de 2015. Antes a citada festa era realizada de forma eclética reunindo toda a classe social sem discriminações ou privilégios, ao menos, não diretamente. Hoje o que podemos observar é que o Sr. Prefeito LINDJANE, achou por bem construir na Concha Acústica um espaço a promover o distanciamento, a apartação, o apartheid, da dita “classe governante” e seus amigos, da população pobre, população esta, que conforme noticiado no blog POX.ZIP sequer tem acesso a remédios básicos na rede publica municipal.

Talvez minha preocupação possa parecer um tanto exagerada, mais quando vemos o mundo brigando para realizar a união, combatendo todo o tipo de aversão irreprimível, repugnância, medo, ódio e preconceito, nossos governantes criam barreiras para separar uma classe privilegiada de uma outra menos favorecida, salientando que os disto privilegiados, vips, são os convidados do Sr. Prefeito LINDJANE, e ao contrário da população não sequer pagaram entrada.

Como anteriormente dito, gostaria que após o encerramento desta festança houvesse uma prestação de contas à população, pois como de costume nossos governantes "Poxorense" não gostam de prestar tais contas. Não sendo privilégio dos atuais gestores, pois os anteriores também não prestaram contas dos outros encontros realizados, ressaltando que neste haverá cobrança da entrada. Também não sou contra a cobrança, mas se há dinheiro público deve haver transparência. Não esqueçamos que aquela "esquecida" verba "embolsatória" da Câmara fora criada para que não houvesse prestação de contas dos valores gastos pelos vereadores, os quais não podemos confiar para fiscalizar o Executivo. Também vale lembrar que verba indenizatória foi alvo da reportagem do Fantástico no ultimo domingo, e somente veio à publico a forma como eram gastos o dinheiro público em razão da exigência de prestação de contas, no caso de Poxoréu não tal prestação de contas. Portanto vale recorrermos ao MCCP, já que o MP?



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 12h11
[] [envie esta mensagem] []



Ponto de Vista do Ruy

COLETIVO: PRIORIDADE ZERO

Ruy Nogueira Barbosa

Mais uma vez estive em Poxoréu, para participar do “ENCONTRO DE VIOLEIROS”, festa idealizada e com muito esforço implantada pelo meu amigo “ZÉ DE SOUZA”. Encontrei-me com ele sentado anonimamente na arquibancada, apreciando as apresentações, oportunidade em que asseverei: “Veja o filho que você criou, está crescendo e dando bons frutos”, ele apenas sorriu, transparecendo uma ponta de orgulho.

A organização do evento desde ano (2015) avalio como a mais profissional, a melhor de todas as anteriores, haja vista que a segurança fora impecável, quer seja com o policiamento, bem como com os vigilantes contratados, o aparato para urgências com ambulâncias e profissionais da saúde, a disposição das barracas com farta alimentação, estas com cardápio dos mais variados, MUITO BOM.

A limpeza das laterais da via de acesso até as dependências do Sindicato, o estacionamento, o controle de entrada e saída dos carros, SEM DEFEITOS.

Ante ao SUCESSO DO EVENTO, vejo que a administração municipal, PODE desenvolver atos e ações daquela qualidade como, por exemplo: na saúde, na conservação das vias públicas, na iluminação, haja vista que a vias da cidade de Poxoréu imploram manutenção desde que me entendo por gente.

Certamente que os empresários que instalaram nas barracas de alimentação, artesanato e outras na festa da viola, foram convidados e, para tanto, pagaram algum valor à administração do evento, vejo que este chamamento, também DEVE ocorrer ao empresariado do Estado e fora do Estado, para que invistam em Poxoréu, gere empregos e distribua rendas, para tanto, a Administração maior tem o DEVER e a OBRIGAÇÃO de dar condições mínimas para que chegue o desenvolvimento tão cantado em épocas eleitorais.

Não se pode esquecer que as estradas quais levam até as propriedades rurais de nosso município, se tratam na realidade de verdadeiras trilhas para a prática de rally.

Os postos de saúde da cidade e dos distritos, mais que estranhamente não possuem a disposição da população os remédios mais que básicos inclusive aqueles que chegam exclusivamente para os já cadastrados (hipertensos, diabéticos, hansenianos, tuberculosos, etc.).

A Administração do município de Poxoréu se encontra INADIMPLENTE para com o Hospital São João Batista há mais de 08 (oito) meses, com débito que ultrapassa a casa dos R$ 100.000,00 (cem mil reais), situação que coloca em risco até a sobrevivência daquela unidade de saúde.

Não se pode negar que a administração municipal, para o evento festivo da viola fora muito competente. Entretanto, no que concerne a administração do município, esta digna é de figuração em páginas policiais, ante as situações fáticas retro narradas e outras que certamente estão por vir a público.

Com muita propriedade o colaborador deste Blog, MURILO DE SOUZA, fora oportuno e mais que feliz em seu artigo Panem et circenses, posto que a administração municipal prioriza o SUPÉRFLUO em detrimento ao IMPRESCINDÍVEL do coletivo, comprovando que inexistem PRIORIDADES cujo resultado tenham a população como maior beneficiária.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 12h02
[] [envie esta mensagem] []



Pão e circo

Panem et Circenses

Murilo de Sousa

O TCE/MT (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso) publicou no dia 14 de abril, TERMO DE RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE da Prefeitura Municipal de POXORÉU-MT (http://www.jusbrasil.com.br/diarios/89690623/tce-mt-edicao-nomal-14-04-2015-pg-55) cujo Objeto é “Contratação de Violeiros Profissionais e Show Artístico Nacional Para o 13º Encontro de Violeiros de Poxoréu”, com VALOR GLOBAL DE R$ 187.000,00 (cento e oitenta e sete mil reais).

Dentre os Cachês dos vários artistas listados, DOIS me chamaram a atenção pela disparidade. Primeiro foi o cachê da Dupla Karen e Pâmela (Pâmela que é natural de Poxoréu) no valor de R$ 3.000,00, sendo o menor da lista, já o outro foi o da dupla sertaneja, César & Paulinho, no valor de R$ 60.000,00, sendo o maior cachê.

Elementar que a dupla sertaneja César e Paulinho já é consagrada e merecedora de um cachê tão alto, e que a Prata da Casa, Pâmela da Viola, com Seis anos de carreira, ainda está na caminhada para o Sucesso merecido, porém, creio que ela deveria ser mais valorizada.

Agora, contratar o show de César e Paulinho, mesmo sendo uma dupla consagrada, por R$ 60.000,00? Será que Poxoréu plantou o suficiente para colher isso tudo?

O povo desta cidade é merecedor de shows como esse sim, não entenda mal, os Poxorenses merecem muito mais, porém, na Bíblia tem uma passagem em ECLESIASTES, que diz assim:

  “Tudo neste mundo tem o seu tempo; Há tempo de plantar e tempo de colher.”

 “É tempo de escolher o que queremos plantar,

 É tempo de plantar o que queremos colher...

 Mas sem escolher não há o que plantar,

 E sem plantar não há o que colher...”

Mas tudo bem, isso é irrelevante, é apenas a Opinião de um Iletrado qualquer que nunca fez nada de útil pelo Encontro de Violeiros de Poxoréu (com exceção de ter sido um dos ORGANIZADORES da 12ª edição do evento, no ano de 2014, de maneira “VOLUNTÁRIA” (que trabalha sem fins lucrativos) e ASSISTENTE DE PRODUÇÃO E EDIÇÃO do Documentário sobre a 11ª edição do evento no ano de 2013, também de maneira “VOLUNTÁRIA” (que trabalha sem fins lucrativos).

Entretanto, surge mais uma dúvida do Iletrado aqui, e creio que os Advogados de Boa Vontade poderiam me ajudar, o que significa TERMO DE RATIFICAÇÃO DE INEXIGIBILIDADE ?

 E que Deus abençoe a 13ª Edição do Evento.

* A política do Pão e circo (panem et circenses, no original em Latim) como ficou conhecida, era o modo com o qual os líderes romanos lidavam com a população em geral, para mantê-la fiel à ordem estabelecida e conquistar o seu apoio.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 22h48
[] [envie esta mensagem] []



Encontro de Violeiros

XIII Encontro Nacional de Violeiros em Poxoréu

 Assessoria AMM


A Prefeitura de Poxoréu vai realizar, no período de 30 de abril a 02 de maio, o XIII Encontro Nacional de Violeiros, com apoio da iniciativa privada. O evento terá a participação de artistas regionais e também de outros estados, que vão se apresentar na Concha acústica, monumento que tem o formato do abraço da viola. Na abertura, será realizado um grande show com a dupla nacional Cézar e Paulinho, que fará uma homenagem a Tião Carreiro e Pardinho e a Inezita Barroso.

Durante o evento, também vão se apresentar grupos de Catira, violeiros mirins e amadores. Estão programados os grupos de Catira: Família Guedes, Os Guarás, Os Diamantes e As Consideradas. “O Encontro de Violeiros, transformará a cidade na verdadeira capital musical do Brasil, com o palco do melhor som de viola. Esta modalidade musical fortalece ainda mais a nossa tradição e a cultura da nossa terra”, disse a prefeita Jane Lopes.

 Programação:

 30 de abril (quinta-feira)

 14h-Concurso de Violeiros Mirins

 17h-Concurso de Violeiros Amadores

 19h- Apresentação dos violeiros

 Pamella Machado, as duplas Amorim e Elias, Vinicius e Venâncio, Cacique e Pajé, além do renomado Pereira da Viola.

 21h – Grande show nacional da dupla Cezar e Paulinho, que fará um tributo a Tião Carreiro e Pardinho.

 23h – bailão popular.

  01 de maio (sexta-feira)

 A partir das 19h – apresentação de Mariângela Zan e das duplas: Fernando e Osmair, Batô e kleber, Paulo Cruz e Zé Eduardo, Paraense e Ruan Viola, Kleber e Thiago Viola.

 23h – bailão popular.

  02 de maio (sábado)

12h - Almoço panelaço.

19h – apresentação Léo Goiano e Girsel da Viola, Zé Mulato e Cassiano, Aurélio Miranda e Adriano, Divino e Donizete, Cleyton Torres e Marcos Violeiro, Jucimara e Juliana Andrade, Karen e Pâmela da viola, além dos Dois Mineiros.

 23h - Bailão Popular.

O XIII Encontro Nacional de Violeiros em Poxoréu será apresentado por Luiz Rocha, Miguel Cezário e Osvaldinho Junior. A entrada será através de ingresso individual (valor em torno de R$ 15,00) ou passaporte para os três dias.

(Agência de Notícias/AMM)



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 12h27
[] [envie esta mensagem] []



XIII Encontro de Violeiros

Encontro de Violeiros 2015 em Poxoréu



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 23h18
[] [envie esta mensagem] []



Direto do Plenário

VEREADORES REALIZAM OBSTRUÇÃO NA CÂMARA

Na sessão legislativa desta segunda-feira, dia 6 de abril, cinco vereadores da oposição, Jucélio de Oliveira (DEM), Carlinhos Ramos Valim (PDT), Adão Maurício (PR), Agnaldo Santos (PMDB) e Fernando Alves de Sousa (Fernandinho do PSD), unidos na defesa de interesses da população, realizaram legítima obstrução parlamentar, retirando-se deliberadamente do plenário para impedir votação de matéria.

A realização da obstrução parlamentar já tinha sido noticiada na sessão anterior, realizada no último dia 30 de março, em razão do descaso da prefeita Jane Lopes em não atender as indicações da Câmara Municipal, notadamente os pedidos de vereadores da oposição.

Os vereadores da oposição reclamam que não tiveram qualquer indicação atendida pela atual administração de Poxoréu, o que vem atingindo significativamente toda população poxoreense. Dessa forma, não tiveram outra opção, senão abandonar o plenário e realizar a obstrução regimental.

Os vereadores já haviam alertado sobre o caos na saúde, ruas esburacadas, falta de iluminação pública, estradas vicinais precárias, enfim, o reflexo da incompetência da gestão pública do município. Afirmam que, enquanto suas indicações não forem atendidas, comparecerão à Câmara Municipal, porém, realizarão a obstrução das votações, pois alegam que não aguentam mais a população reclamando e seus pedidos não serem atendidos.

Esvaziado o plenário, o presidente Carlos Mineiro (PR) se viu obrigado a suspender a sessão legislativa por falta de quórum para votação de outras matérias.

É uma iniciativa tímida, pois o melhor local para registrar as reclamações é no Ministério Público Estadual, mas valeu a intenção”, disse a coordenadora do MCCP, Juscinete de Souza Reis sobre o protesto dos vereadores.



Escrito por autor acima[poxoreu@uol.com.br às 23h44
[] [envie esta mensagem] []



[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


Histórico
    Outros sites
    BLOG POXORÉU Nov/2010 a Ago/2012
    BLOG POXORÉU Fev/2005 a Out/2010
    TCE PRESTAÇÃO de CONTAS Poxoréu
    Blog Centro Juvenil
    Blog da UPE
    Aulas Grátis
    Aulas Grátis II
    Cursos Grátis
    BlogPox no Facebook
    Vídeo Aurélio Miranda
    Previsão do Tempo - Poxoréu
    Vídeos dos Encontros de Violeiros Poxoréu